Cuiabá Bom de Bola

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Endereço: Av. André Maggi, 6 - Centro Político Administrativo, Cuiabá - MT, CEP.:78049-901

CÂMARA MUNICIPAL de RONDONÓPOLIS - Presidente Rodrigo da Zaeli (PSDB)

CÂMARA MUNICIPAL de RONDONÓPOLIS - Presidente Rodrigo da Zaeli (PSDB)
Endereço RUA CAFELÂNDIA, 434 Bairro: LA SALLE RONDONÓPOLIS - CEP 78.710-050 - MT

A Assembleia Legislativa do Mato Grosso criou um aplicativo inovador para ajudar os cidadãos MT

CENSO AGRO 2017

CENSO AGRO 2017
"Juntos,vamos colher resultados para o Brasil

quinta-feira, 31 de agosto de 2017

"DELAÇÃO: Deputados destacam o direito de defesa e pedem apuração sobre as acusações feitas"

Os discursos durante a sessão plenária também destacaram a necessidade de cautela por parte da imprensa. Alguns representantes do Parlamento mato-grossense usaram a tribuna na sessão ordinária desta quarta-feira (30) para comentar as informações veiculadas recentemente na mídia sobre o conteúdo da delação premiada do ex-governador Silval Barbosa. Independentemente de partido ou posicionamento político, todos reiteraram a necessidade de apuração das acusações e pediram cautela com relação a pré-julgamentos. O pequeno expediente foi aberto pelo deputado estadual Pedro Satélite (PSD), que lamentou a situação vivenciada pela política brasileira e mato-grossense. O deputado aproveitou o momento para lembrar que nunca foi réu em processos criminais ou eleitorais e que nunca participou de nenhum esquema com o delator.

“Em mais de 30 anos de vida pública, nunca respondi a qualquer processo eleitoral ou criminal. Sou a favor das investigações e responsabilização dos envolvidos. Jamais solicitei qualquer tipo de pagamento ilícito e isso é comprovado pela ausência de provas”, afirmou Satélite. Ele também pediu mais cuidado por parte da imprensa para evitar publicar informações levianas.

O deputado Dr. Leonardo (PSD) destacou a importância da apuração dos fatos e disse que a confissão por parte do ex-governador explica a atual situação econômica do Estado, que vem comprometendo áreas como a saúde pública. Dr. Leonardo, porém, reiterou o direito que todos possuem à ampla defesa. “Não podemos banalizar a política. Estamos todos estarrecidos, mas temos que garantir o direito à defesa”.

Mauro Savi (PSB) destacou a necessidade de retomar os trabalhos cotidianos na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), entretanto cobrou uma investigação profunda sobre as denúncias, para que não sejam cometidas injustiças e para que os culpados pelos milhões desviados sejam realmente punidos.

“A imagem dessa casa está manchada, mas espero que imprensa aguarde a veracidade dos documentos para julgar. Como uma pessoa que se autonomeou 'chefe da quadrilha' agora repartiu com os poderes”, desabafou Savi.

O deputado do PSC, Sebastião Rezende, teceu críticas ao comportamento do ex-governador ao citar nomes sem comprovação e afirmou nunca ter recebido qualquer tipo de propina. “Nunca recebi e nunca autorizei ninguém a receber em meu nome. Meus advogados vão acompanhar cada detalhe dessa delação para que as medidas cabíveis sejam tomadas. Minha conduta é de retidão e todas as minhas relações são de natureza republicana”.

Ainda sobre isso, a deputada Janaina Riva (PMDB) destacou que a Assembleia é atualmente uma instituição triste, mas que a individualidade de cada parlamentar deve ser respeitada e que todos devem ter o direito de se defender. A deputada também utilizou o tempo para defender seu pai, o ex-deputado José Riva, de acusações publicadas pela imprensa.

“Meu pai cometeu alguns erros, está disposto a pagar por ele, mas nunca planejou atentado contra a vida de ninguém. Alguns se incomodam com meu posicionamento, mas se esquecem de tudo que já ouvi em meu primeiro ano de mandato em decorrência dos erros do meu pai”, afirmou a deputada.

Por LAÍS COSTA MARQUES / Secretaria de Comunicação
Sessão Plenária Vespertina (Foto: JLSiqueira/ALMT)

Nenhum comentário:

Postar um comentário