Águas Cuiabá - Iguá Saneamento

Águas Cuiabá - Iguá Saneamento
Av. Gonçalo Antunes de Barros, 3196 - Carumbé - CEP 78050-667 - Cuiabá-MT • Telefones: 0800 646 6115

BOLSONARO X CLASSE TRABALHADORA

BOLSONARO X CLASSE TRABALHADORA
BOLSONARO NÃO!

Prefeitura de Cuiabá

Prefeitura de Cuiabá
Praça Alencastro, nº 158 - Centro - CEP: 78005-906

ABERT - Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão

ABERT -  Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão
SAF/SUL Qd 02 Bl D Sl 101 Ed.Via Esplanada (Atrás do Anexo do Ministério da Saúde) | Brasília - DF

ABAV EXPO 2018 Conecta

ABAV EXPO 2018 Conecta
Av. Olavo Fontoura, 1209 - Portão 1 - Santana, São Paulo - SP E-mail: visit@abavexpo.com.br

domingo, 10 de setembro de 2017

" Alceu Collares: um eterno defensor da independência do cidadão brasileiro"

O pedetista Alceu Collares completa hoje 90 anos. O fato ocorre justamente na data que marca a independência do Brasil. Coincidência? Nenhuma. Para o Trabalhismo, o gaúcho nascido na localidade do Povo Novo, em Bagé (RS), representa o que há de mais puro e autêntico da força ideológica que “peleia” por uma nação mais justa, igual e democrática. Das trincheiras, o primeiro e único governador do “Rio Grande” e ex-deputado federal segue a lutar, pois gosta de ressaltar: “Venho dos rincões da pobreza, filho de pai negro e mãe índia.” Em sua homenagem, reapresentamos o poema “O Voto e o Pão”, que mostra, em palavras, um bravo sentimento de paixão não só pelo povo gaúcho, mas por toda a nação brasileira. São versos inquietantes, escritos em 1977, de um homem que passou a vida servindo ao país e representando um dos maiores exemplo para cada militante do PDT.

O VOTO E O PÃO
(Alceu Collares)

Mandam no teu destino.
Mas ele é teu, meu irmão.
Ergue teus braços finos
E acaba com a exploração
Faz tua revolução!

O voto é tua única arma.
Põe teu voto na mão.
O voto é tua única arma.

Põe teu voto na mão.
O voto é tua única arma
Põe teu voto na mão.

Tua casa está caindo;
Pouca comida tem no fogão;
Tua mulher está mal vestida;
Teu filho de pé no chão.
FAZ TUA REVOLUÇÃO!

O voto e tua única arma;
Põe teu voto na mão.
O voto é tua única arma;
Põe teu voto na mão;
O voto e tua única arma;
Põe teu voto na mão.

Escravismo, feudalismo, capitalismo,
Socialismo, tudo em vão.
Vai milênio, vem milênio.
E continuas na escravidão
FAZ TUA REVOLUÇÃO!

O voto é tua única arma;
Põe teu voto na mão.
O voto é tua única arma;
Põe teu voto na mão.
O voto é tua única arma;
Põe teu voto na mão.

Cristianismo, judaísmo, hinduísmo;
Todos querem a tua salvação.
Tu rezas noite e dia,
Ninguém ouve a tua oração.
Faz tua revolução

O voto e tua única arma;
Põe teu voto na mão
O voto é tua única arma;
Põe teu voto na mão.
O voto e tua única arma;
Põe teu voto na mão.

Construíste, com teu trabalho.
Toda riqueza desta nação;
Por justiça, tens o direito;
Vai pegar o teu quinhão.
FAZ TUA REVOLUÇÃO!

O voto e tua única arma;
Põe teu voto na mão.
O voto é tua única arma;
Põe teu voto na mão.
O voto e tua única arma;

Põe teu voto na mão.
A liberdade é o pão do espírito;
Do corpo, a liberdade é o pão.
Desperta pra luta amigo;
Faz tua revolução.

O voto e tua única arma;
Põe teu voto na mão.
O voto e tua única arma.
Põe o teu voto na mão.
O voto é tua única arma.
Põe teu voto na mão.

FLB-AP/Bruno Ribeiro

Nenhum comentário:

Postar um comentário