Mato Grosso Previdência

Mato Grosso Previdência
Av. Dr. Helio Ribeiro, 487, Edifício Concorde - Térreo Bairro: Residencial Paiaguás CEP 78048-250 - Cuiabá - MT Telefone Geral: (65) 3363.5300 Disque Servidor: 0800 647 3633

CÂMARA MUNICIPAL DE NOVA MUTUM

CÂMARA MUNICIPAL DE NOVA MUTUM
Horário de atendimendo: Manhã: das 08:00 ás 11:00 Tarde: das 13:00 ás 17:00 Telefone: (65) 3308-6000 Ouvidoria: 0800 647 6022

Cuiabá Humanizada

segunda-feira, 4 de setembro de 2017

"Astronauta Peggy Whitson da Nasa regressa à Terra após 288 dias no espaço"

A bioquímica completa uma missão na Estação Espacial que começou em novembro de 2016. Serguei Iunitsky/AFP (A bioquímica completa uma missão na Estação Espacial que começou em novembro de 2016. Serguei Iunitsky/AFP)Whitson, de 57 anos, foi a primeira mulher a comandar a Estação Espacial Internacional e é a astronauta mulher com mais caminhadas espaciais, entre outros recordes.A astronauta da Nasa Peggy Whitson voltou à Terra neste sábado (4/9) após concluir uma missão de 288 dias no espaço, com a qual bateu um recorde como a americana com mais tempo acumulado fora do planeta. Whitson, de 57 anos, foi a primeira mulher a comandar a Estação Espacial Internacional e é a astronauta mulher com mais caminhadas espaciais, entre outros recordes. A bioquímica completa uma missão na Estação Espacial que começou em novembro de 2016, na que percorreu 196,7 milhões de quilômetros e realizou 4.623 órbitas em volta da Terra. Estava previsto que Whitson e seus colegas tripulantes, Jack Fischer da NASA e Fyodor Yurchikhin de da agência espacial russa Roscosmos, aterrissassem no Cazaquistão à 01H22 GMT de domingo (22H22 de sábado em Brasília) a bordo de uma nave Soyuz MS-04. Após seu retorno, Whitson terá acumulado 665 dias no espaço ao longo da sua carreira, mais do que qualquer outro astronauta em seu país. Em sua missão mais recente, Whitson realizou experimentos com células-tronco humanas e amostras de sangue e cultivou couve-chinesa, segundo mostrou em sua página de Facebook.

AFP - Agence France-Presse/cp

Nenhum comentário:

Postar um comentário