"Onde tem queimada,...

CÂMARA MUNICIPAL DE NOVA MUTUM

CÂMARA MUNICIPAL DE NOVA MUTUM
Horário de atendimendo: Manhã: das 08:00 ás 11:00 Tarde: das 13:00 ás 17:00 Telefone: (65) 3308-6000 Ouvidoria: 0800 647 6022

Cuiabá Humanizada

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

"Deputado Dr. Leonardo convida população para debater Hospital Regional de Cáceres em audiência pública"

Foco será transição da atual administração da unidade para administração compartilhada gerenciada pelo CISOMT. O presidente da Comissão de Saúde, Previdência e Assistência Social da Assembleia Legislativa, deputado estadual Dr. Leonardo Albuquerque (PSD), participará de audiência pública para debater a saúde pública em Mato Grosso, em especial a situação do Hospital Regional de Cáceres, que está em fase de transição administrativa. Ele convida toda população para participar da discussão, que será realizada no auditório da própria unidade de saúde, na próxima segunda-feira (18), às 18h.
O evento foi requerido pelo deputado estadual Adriano Silval (PSB) e também contará com a participação do deputado estadual Wancley Carvalho (PV). “Convido toda população, usuários do SUS, servidores da saúde, vereadores e prefeitos de Cáceres e região para participar da audiência pública com o objetivo de debater a questão da saúde pública em Mato Grosso”, disse o deputado Dr. Leonardo. A Congregação Santa Catarina, junto com a São Camilo uma das únicas Organização Social de Saúde que teve boa avaliação em Mato Grosso, vai encerrar suas atividades com gestão hospitalar por decisão própria. Com isso, ela entrega a administração do Hospital Regional de Cáceres no dia 30 de setembro. Para evitar uma intervenção do Estado, que trouxeram resultados ruins, a exemplo de Alta Floresta e Colíder, o deputado Leonardo Albuquerque intermediou diálogo entre o Consórcio Intermunicipal de Saúde do Oeste de Mato Grosso (CISOMT) e a Secretaria de Estado de Saúde (SES) para a adoção de um novo modelo de administração: A administração compartilhada. Com isso, as cerca de 400 mil pessoas dos 24 municípios que tem a unidade como referência não ficarão sem atendimento nem um dia. “Nós fomos corajosos e buscamos uma alternativa nova. O Governo queria manter a Santa Catarina, mas eles decidiram sair, então precisávamos de uma opção nova para evitar a intervenção. Será um modelo diferenciado, que evitará a interferência de politicagem e garantirá profissionais experientes a frente do Hospital Regional de Cáceres. Ou era isso, ou o caos”, afirmou o parlamentar. A duração do convênio é de até 24 meses, podendo ser interrompido antes caso o Estado adote nova forma de gerenciar todas as unidades estaduais de saúde. Na administração compartilhada a gestão cabe ao Estado, que manterá o pagamento dos servidores de carreira, os repasses, determinação de políticas públicas e metas, enquanto o gerenciamento ficará a cargo do consórcio. Os municípios atendidos pelo consórcio são Araputanga, Cáceres, Curvelândia, Figueirópolis, Gloria D´Oeste, Indiavaí, Jauru, Lambari D´Oeste, Mirassol D´Oeste, Porto Esperidião, Reserva do Cabaçal, Rio Branco, Salto do Céu, São José dos Quatro Marcos, Campos de Júlio, Comodoro, Conquista D´Oeste, Nova Lacerda, Pontes e Lacerda, Vale de São Domingos, Vila Bela da Santíssima Trindade e Rondolândia. Os municípios bolivianos San Matias e San Ignacio de Velasco também são atendidos.

Jardel P. Arruda
Foto: Marcos Lopes
Fanpage - Facebook: Dr Leonardo
Instagram: @Drleonardomt

Nenhum comentário:

Postar um comentário