Águas Cuiabá - Iguá Saneamento

Águas Cuiabá - Iguá Saneamento
Av. Gonçalo Antunes de Barros, 3196 - Carumbé - CEP 78050-667 - Cuiabá-MT • Telefones: 0800 646 6115

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi, 6 - Centro Político Administrativo, Cuiabá - MT

Trabalhando e Cuidando da Gente

Tribunal de Contas de Mato Grosso

Tribunal de Contas de Mato Grosso
Rua Cons. Benjamin Duarte Monteiro, Nº 01, - Ed. Marechal Rondon - Centro Político Administrativo

sexta-feira, 15 de março de 2019

"Ministro da Saúde garante que “não deixará Santa Casa na mão” e anuncia campanha"

Falando em nome da bancada federal e dos deputados estaduais, Wellington disse que população está sendo sacrificada com decisão. O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, garantiu nesta quinta-feira, 14, que irá empenhar os esforços necessários para manter o pleno funcionamento da Santa Casa de Misericórdia de Cuiabá. “Sou nascido em Mato Grosso, na cidade de Campo Grande, capital Cuiabá, em 1964. Não vou deixar a Santa Casa na mão” – disse o ministro, ao ouvir do senador Wellington Fagundes (PR-MT) relato da situação da unidade hospitalar, que anunciou a suspensão de internações desde a última segunda-feira, 11.
Em meio a denúncias, CPIs e investigações, a questão envolvendo a Santa Casa de Cuiabá neste momento, segundo o senador, ‘é preocupante’. Ele destacou que a unidade hospitalar é uma instituição filantrópica com mais de 200 anos de história e tradição no atendimento da população. No relato que fez ao ministro da Saúde, afirmou ser “muito grande a angústia” da sociedade mato-grossense com a notícia da paralisação dos atendimentos.
“Estou fazendo um pedido em nome da bancada federal e também dos deputados estaduais, como um todo, por uma solução” – acrescentou o republicano, que considerou como ‘inadmissível’ o fechamento de leitos hospitalares diante de um quadro crítico na área da saúde. Segundo ele, o anunciado fechamento da Santa Casa gerará prejuízo, sobretudo, à população mais carente, que depende de atendimento médico-hospitalar gratuito.
Wellington ainda informou ao ministro que na quarta-feira (13), ocorreu uma reunião da bancada federal e um dos assuntos abordados foi justamente a questão envolvendo a Santa Casa. Observou que a bancada federal está comprometida com a saúde pública e, no ano passado, decidiu alocar R$ 165 milhões da emenda de bancada para o setor.
Após integrar a “força tarefa” que viabilizou os recursos financeiros necessários para conclusão das obras do novo Hospital e Pronto Socorro de Cuiabá e aquisição dos equipamentos, Wellington reafirmou o compromisso de promover esforços e mobilização política para dar uma solução para a Santa Casa. Ele enfatizou que o objetivo da bancada é garantir soluções, ficando as denúncias e acusações sobre as verbas para debate posterior.
Fagundes anunciou que na próxima segunda feira (18), deverá ocorrer uma reunião com o governador Mauro Mendes e também com o prefeito Emanuel Pinheiro, para definir um planejamento que possa dimensionar soluções de investimentos na saúde pública em Cuiabá. “Sempre trabalhamos para melhorar o atendimento. Por isso é essencial o planejamento. Fizemos isso no Governo anterior, inclusive com audiência pública no Senado, mas não obtivemos as respostas. Esperamos avançar nessa questão agora” – observou. Wellington manifestou também preocupação com o funcionamento das unidades hospitalares em vários outros municípios do Estado.
Cuiabá, capital da vacina – Após assegurar os melhores esforços para buscar uma solução para a Santa Casa de Cuiabá, o ministro da Saúde anunciou que Cuiabá será a “capital da vacinação” dos países sul-americanos. Será no dia 22 de abril. O evento denominado “Vacinação das Américas” reunirá líderes e especialistas em saúde de vários países.
O ministro Mandetta informou que muitos Estados se candidataram a sediar o evento, mas escolha recaiu sobre Cuiabá. “É o Centro Geodésico da América Latina, definido pelo marechal Candido Mariano da Silva Rondon” – disse. O evento integrará, a pedido do senador Wellington Fagundes, os 300 anos de Cuiabá.
A Semana de Vacinação é o maior esforço internacional em matéria de Saúde nas Américas. Desde 2003, tem levado os benefícios das vacinas a mais de 411 milhões de pessoas de todas as idades, inclusive a mais de 140 milhões de crianças menores de cinco anos e a quase 139 milhões de idosos.
Da assessoria
Foto: Otmar de Oliveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos