Águas Cuiabá - Iguá Saneamento

Águas Cuiabá - Iguá Saneamento
Av. Gonçalo Antunes de Barros, 3196 - Carumbé - CEP 78050-667 - Cuiabá-MT • Telefones: 0800 646 6115

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi, 6 - Centro Político Administrativo, Cuiabá - MT

Trabalhando e Cuidando da Gente

Tribunal de Contas de Mato Grosso

Tribunal de Contas de Mato Grosso
Rua Cons. Benjamin Duarte Monteiro, Nº 01, - Ed. Marechal Rondon - Centro Político Administrativo

sábado, 20 de abril de 2019

"Dois homens são presos pela morte de jornalista na Irlanda do Norte"

Lyra McKee Journalistin (Reuters/Jess Lowe )Lyra Mckee foi assassinada quando realizava a cobertura de um tumulto em Londonderry. Suspeitos de 18 e 19 anos foram detidos com base em legislação antiterrorismo. A polícia irlandesa anunciou neste sábado (20/04) a detenção de dois homens, com 18 e 19 anos, no âmbito da investigação da morte de uma jornalista, baleada na noite de quinta-feira na sequência de confrontos em Londonderry. Os dois homens foram detidos com base na legislação antiterrorismo e foram conduzidos a um posto de polícia, em Belfast, para serem interrogados, informou a Polícia da Irlanda do Norte (PSNI, na sigla em inglês).
A jornalista, Lyra Mckee, tinha 29 anos.
Na sexta-feira, o presidente do Parlamento Europeu (PE) e a Federação Europeia de Jornalistas condenaram a morte da jovem repórter de investigação irlandesa baleada enquanto fazia a cobertura de tumultos num bairro da Irlanda do Norte.
Segundo as autoridades locais, a jornalista Lyra McKee morreu por volta de 23h horas no horário local (19h em Brasília) de quinta-feira em Londonderry, a segunda maior cidade da Irlanda do Norte.
Natural de Belfast, a jovem repórter foi atingida na cabeça por um homem com máscara que disparava contra a polícia no bairro de Creggan. Ela chegou a ser levada a um hospital, mas não resistiu.
Numa coletiva de imprensa na sexta-feira, o inspetor do Serviço de Polícia da Irlanda do Norte Mark Hamilton afirmou que as autoridades acreditam que este foi "um ato terrorista cometido por violentos dissidentes republicanos". "É provável que o Novo IRA esteja por detrás" desta morte, afirmou o inspetor Mark Hamilton.
O acordo de 1998 pôs fim ao conflito na Irlanda do Norte, onde durante décadas as comunidades católico-republicana e protestante-unionista lutaram entre si. As negociações do Brexit levantaram, recentemente, preocupações de que a iminente introdução de controles de fronteira entre a Irlanda do Norte e a República da Irlanda, que continuará a pertencer à UE, poderia desencadear outra espiral de violência.
Desde o início do ano, houve várias explosões em Londonderry, mas sem vítimas. Um artefato explosivo detonou em frente a um tribunal no centro da cidade em janeiro, logo após as autoridades haver sido alertadas.
Londonderry – chamada simplesmente pela maioria de habitantes católicos de Derry – tem cerca de 85 mil habitantes e está localizada no extremo noroeste da Irlanda do Norte, na fronteira com a República da Irlanda.
JPS/lusa/ots/cp

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos