CÂMARA MUNICIPAL de RONDONÓPOLIS - Presidente Rodrigo da Zaeli (PSDB)

CÂMARA MUNICIPAL de RONDONÓPOLIS - Presidente Rodrigo da Zaeli (PSDB)
Endereço RUA CAFELÂNDIA, 434 Bairro: LA SALLE RONDONÓPOLIS - CEP 78.710-050 - MT

A Assembleia Legislativa do Mato Grosso criou um aplicativo inovador para ajudar os cidadãos MT

Prefeitura de Cuiabá - Mutirão da Conciliação Fiscal

sábado, 24 de junho de 2017

"Projeto exige divulgação de mensagem sobre doação de sangue em filmes patrocinados pelo governo"

Audiência Pública sobre doenças raras, dificuldades no acesso ao tratamento e a judicialização sob a ótica do paciente. Dep. Mariana Carvalho (PSDB - RO)
Tramita na Câmara dos Deputados o Projeto de Lei 6777/16, da deputada Mariana Carvalho (PSDB-RO), que torna obrigatória a divulgação de mensagem de incentivo à doação de sangue em produções cinematográficas patrocinadas pelo governo federal.
A obrigação valerá para as produções de curta e longa metragem que recebem incentivo fiscal, por meio de apoio financeiro, ou qualquer outro tipo de patrocínio público do governo federal, da administração direta ou indireta.

A mensagem deverá ter no mínimo 30 segundos, conter a frase “Doe Sangue” ou “Doação de Sangue” e ser exibida em destaque, juntamente com os outros patrocinadores, que são divulgados no início ou no fim do filme.
A divulgação de mensagem deverá ocorrer nas salas de cinema, nos DVDs, em teatros e em todos outros meios de veiculação da obra.
Incentivo
O objetivo da proposta, segundo a autora, é “incentivar a doação de sangue, aumentando assim os estoques em todos os hemocentros, para auxiliar nas mais diversas cirurgias e transfusões necessárias no cotidiano dos hospitais”.

Segundo Organização Mundial da Saúde (OMS), o percentual ideal de doadores para um país deve estar entre 3,5% e 5% de sua população. “No Brasil esse número é preocupante, pois não chega a 2%”, observa.
Penalidades
De acordo com o texto, os produtores cinematográficos de longa ou curta metragem que desobedeceram a medida ficarão, pelo período de dois anos, impedidos de receber qualquer tipo de financiamento público para a produção de novas obras ou filmes.

Além disso, deverão restituir ao erário o valor arrecadado para o filme apresentado sem a mensagem.
Tramitação
A proposta será analisada, em caráter conclusivo, pelas comissões de Cultura; e de Constituição e Justiça e de Cidadania.
Reportagem – Lara Haje
Edição – Natalia Doederlein

Nenhum comentário:

Postar um comentário