CONVERSA AFIADA

Vereador RODRIGO ZAELI do PSDB-MT

Vereador RODRIGO ZAELI do PSDB-MT
Câmara Municipal de Rondonópolis R. Cafelândia, 434 – La Salle, Rondonópolis – MT, 78710-050 (66) 3422.7554 | (66) 99900.5757 atendimento@rodrigodazaeli.com.br

"Todos no combate a Dengue"

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi, 6 - Centro Político Administrativo, Cuiabá - MT, 78049-901 Telefone: (65) 3313-6900

TCE MT GESTÃO NOTA 10

sábado, 19 de agosto de 2017

"Deputado articula permanência de zona eleitoral em Ribeirão Cascalheira"

Por determinação do TSE, a princípio, as zonas eleitorais passariam por uma rezoneamento, de extinção ou remanejamento, a partir de uma reavaliação do número de eleitores. O deputado Adalto de Freitas (SD) articulou junto ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) a permanência da 53ª Zona Eleitoral de Mato Grosso, localizada no município de Ribeirão Cascalheira. Por determinação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), a princípio, as zonas eleitorais passariam por uma rezoneamento, de extinção ou remanejamento, a partir de uma reavaliação do número de eleitores por localidades. Entretanto, após um estudo feito por uma comissão interna, e a manifestação de representantes locais, o tribunal aprovou a permanência das zonas eleitorais, aguardando somente agora ser homologada pela Corte Superior.

Para o deputado é uma grande vitória para a população de Cascalheira, considerando que o ato eleitoral é um dos principais meios de expressão de democracia. Neste contexto, está inserida a importância do processo eletivo a fim de engendrar mudanças por força do voto, construindo um país mais soberano, democrático, justo”, constatou Adalto de Freitas.

O corregedor regional eleitoral de Mato Grosso, desembargador Pedro Sakamoto, afirmou que as ZEs, mesmo não atingindo o percentual mínimo de eleitores exigido pelo normativo para a sua manutenção, devem ser mantidas em municípios com peculiaridades que as exijam presentes – assentamentos, aldeias indígenas e situados a uma distância considerável de outras sedes cartorárias, que justificam suas permanências mesmo não e alcançando o mínimo de eleitores, avalia.

Por ADRIANE RANGEL/ Assessoria de Gabinete
Deputado Adalto de Freitas (Foto: Marcos Lopes/ALMT)

Nenhum comentário:

Postar um comentário