"Onde tem queimada,...

CÂMARA MUNICIPAL DE NOVA MUTUM

CÂMARA MUNICIPAL DE NOVA MUTUM
Horário de atendimendo: Manhã: das 08:00 ás 11:00 Tarde: das 13:00 ás 17:00 Telefone: (65) 3308-6000 Ouvidoria: 0800 647 6022

Cuiabá Humanizada

terça-feira, 22 de agosto de 2017

"PESQUISA E TECNOLOGIA: Comitiva de MT busca apoio da Embrapa para desenvolver piscicultura"

Grupo quer formalizar parceria para transferência de tecnologia e melhoramento genético de espécies nativas de Mato Grosso. Em busca de novas alternativas e tecnologias para incrementar a produtividade da piscicultura mato-grossense, uma comitiva de técnicos e pesquisadores está em Palmas (TO) nesta semana (21 a 23/08) para firmar uma parceria com a Embrapa Pesca e Aquicultura. O grupo é liderado pelo Dr. Leôncio Pinheiro, do gabinete do deputado Zeca Viana (PDT-MT) e pelo presidente da Associação dos Aquicultores do Estado de Mato Grosso (Aquamat), Daniel Melo. “O deputado Zeca é comprometido com o desenvolvimento das cadeias produtivas de Mato Grosso e, por isso, estamos buscando o que há de mais recente em tecnologia para que nossos piscicultores consigam produzir mais com um custo menor. Também queremos uma parceria com a Embrapa para promover o melhoramento genético das espécies nativas de Mato Grosso, para que tenhamos um pescado mais produtivo”, explica Leôncio.

Daniel Melo apresentou aos técnicos da Embrapa o panorama da piscicultura mato-grossense e os desafios que os produtores do estado enfrentam para aumentar a rentabilidade de seus negócios.
“Eles têm um parque com infraestrutura e um grande número de pesquisadores que vão poder nos dar uma grande quantidade de informação no intuito de trazer essa tecnologia para o estado de Mato Grosso”, conta.

Além da transferência de tecnologia, a comitiva de Mato Grosso quer formalizar uma parceria para desenvolvimento de pesquisas de melhoramento genético para as espécies de peixe nativas do estado.
“Vamos buscar melhoramento genético para o pintado e verificar se a Embrapa pode investir na tecnologia para produzir um peixe nativo com menos espinhas, que é o caso da tilápia, um peixe que com 900 gramas você já pode abater e consegue tirar um filé com pouco benefício, diferente de um tambaqui ou tambatinga, que demanda muito serviço [de beneficiamento]”, explica Daniel.

A visita à unidade da Embrapa vai até quarta-feira (23), quando a comitiva retornará para Mato Grosso para apresentar o resultado dos trabalhos ao deputado Zeca Viana. A ideia é desenvolver um projeto de tecnificação da piscicultura mato-grossense, levando as novas tecnologias para os pequenos produtores do estado, para gerar emprego e renda no campo.

CURSO EM CUIABÁ

Completando a agenda técnica da piscicultura de Mato Grosso, será realizado o curso “A cadeia produtiva da piscicultura: Oportunidades, desafios e estratégias” nos dias 25 e 26 de agosto (sexta e sábado), no Centro de Eventos do Pantanal.

O curso terá como conferencista master o ex-ministro da Pesca e Aquicultura Altemir Gregolin, que abordará assuntos como cenários e tendências para a aquicultura e pesca no Brasil e no mundo, papel do governo, políticas públicas e estratégias para o desenvolvimento do setor no país (crédito, pesquisa, assistência técnica e redução da carga tributária).

Além das palestras técnicas, haverá a participação de representantes de bancos e de indústrias de beneficiamento de pescado, fechando uma abordagem holística da piscicultura em Mato Grosso, com explanações sobre linhas de crédito e perspectivas de mercado.

As inscrições para o curso “A cadeia produtiva da piscicultura: Oportunidades, desafios e estratégias” já estão abertas e podem ser realizadas pelo e-mail atendimento@portalaquamat.com.br ou pelo telefone (65) 98118-6230. Associados da Aquamat têm 20% de desconto e estudantes têm 50%.

Gabriel Soares - (65) 98124-3555 ou (65) 3313-6605
Ari Miranda - (65) 99624 - 1184 ou (65) 3313 - 6608
www.facebook.com/zecavianamt
www.instagram.com/zecavianamt

Nenhum comentário:

Postar um comentário