Cuiabá Bom de Bola

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Endereço: Av. André Maggi, 6 - Centro Político Administrativo, Cuiabá - MT, CEP.:78049-901

CÂMARA MUNICIPAL de RONDONÓPOLIS - Presidente Rodrigo da Zaeli (PSDB)

CÂMARA MUNICIPAL de RONDONÓPOLIS - Presidente Rodrigo da Zaeli (PSDB)
Endereço RUA CAFELÂNDIA, 434 Bairro: LA SALLE RONDONÓPOLIS - CEP 78.710-050 - MT

A Assembleia Legislativa do Mato Grosso criou um aplicativo inovador para ajudar os cidadãos MT

CENSO AGRO 2017

CENSO AGRO 2017
"Juntos,vamos colher resultados para o Brasil

quarta-feira, 6 de setembro de 2017

"Botelho reafirma compromisso com a condução da ALMT e limpeza da pauta"

A Assembleia Legislativa vai continuar incisiva na votação de projetos necessários ao desenvolvimento de Mato Grosso. A afirmação foi dada pelo presidente da ALMT, deputado Eduardo Botelho (PSB), durante coletiva à imprensa, nesta quarta-feira (06.09), na sede do Parlamento. Reafirmou que todas as decisões serão tomadas conforme o Regimento Interno da Casa de Leis. A coletiva foi dada em atenção à imprensa, após Botelho ficar uma semana de licença para tratar de questões particulares. Ele repudiou as declarações do ex-governador Silval Barbosa, na delação premiada. Botelho considera que são infundadas as citações de Silval em relação ao seu nome e de membros da sua família. Disse que todas as suas ações estão declaradas à Receita Federal e que confia na Justiça. “O Regimento é a nossa Bíblia, nosso catecismo. Temos que segui-lo à risca. Só cabe a presidência tomar alguma decisão quando chegar algo de concreto na Casa. Aí sim o presidente decide se arquiva ou encaminha para o Conselho de Ética para as devidas providências”, explicou o presidente, ao destacar que a CPI das Obras da Copa não sofreu interferência durante o seu andamento. Botelho assegurou que neste momento cabe ao Parlamento aguardar a Justiça, uma vez que, as citações são referentes a legislatura anterior. Também refutou a afirmação de Silval sobre a existência do pagamento de “mensalinho”. “Estou na Assembleia desde fevereiro de 2015. Nunca ouvi falar de mensalinho aqui dentro. Nesta legislatura nunca existiu. Na minha gestão coloquei tudo de forma transparente”. Afirmou que esteve pessoalmente com Silval por duas vezes. Na primeira, para alertar sobre a inviabilidade do Veículo Leve sobre Trilhos – VLT para Cuiabá. “Eu disse a ele que existiam muitos problemas com o VLT em outras localidades, como Campinas e Teresina. Ele disse pra mim: lá eles foram incompetentes. Aqui somos competentes. Então, disse a ele: se o senhor fizer, vai ficar na história de Mato Grosso. Se não fizer, vai ser a sua desgraça e desejo sorte ao senhor!” Na segunda vez, pediu apoio do PMDB para a candidatura à presidência da AL, mas sem êxito. “Foram as duas únicas vezes em que estive com o ex-governador Silval”, afirmou Botelho. Também reafirmou o compromisso com o bom andamento dos trabalhos, como a votação da PEC do Teto dos Gastos e outras propostas importantes para o estado. “Estou conclamando todos os deputados para que venham trabalhar para que possamos tocar todos esses projetos com seriedade e com a competência que cada um tem”, finalizou, ao assegurar continuidade também da mesma relação respeitosa com o Poder Executivo.

Assessoria de Imprensa da Presidência

Nenhum comentário:

Postar um comentário