CÂMARA MUNICIPAL de RONDONÓPOLIS - Presidente Rodrigo da Zaeli (PSDB)

CÂMARA MUNICIPAL de RONDONÓPOLIS - Presidente Rodrigo da Zaeli (PSDB)
Endereço RUA CAFELÂNDIA, 434 Bairro: LA SALLE RONDONÓPOLIS - CEP 78.710-050 - MT

A Assembleia Legislativa do Mato Grosso criou um aplicativo inovador para ajudar os cidadãos MT

Prefeitura de Cuiabá - Mutirão da Conciliação Fiscal

terça-feira, 26 de setembro de 2017

"Pacientes com sequelas de AVC precisam de cuidados especiais"

Segunda causa de mortes no mundo, o Acidente Vascular Cerebral (AVC), conhecido popularmente por derrame, atinge cerca de 17 milhões de pessoas, fazendo 6,5 milhões de vítimas fatais. Atualmente existem 26 milhões de sobreviventes da doença. Dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) apontam que uma a cada seis pessoas terão AVC durante a vida. A enfermidade acontece quando há a interrupção do fluxo sanguíneo para alguma parte do cérebro. Existem dois tipos de AVC: o isquêmico, que acontece quando uma artéria é bloqueada, impossibilitando que o sangue chegue ao cérebro, e o hemorrágico, que ocorre quando há o rompimento de um vaso intracraniano. Um grande número de pessoas que sobrevivem ao AVC ficam com sequelas e é importante que a reabilitação do paciente comece o quanto antes, se possível nos primeiros dias após o ocorrido. A agilidade do tratamento pode aumentar as chances do enfermo de restaurar sua independência, ajudando a recuperar suas funções motoras e neuropsicológicas. Conforme revela o coordenador médico do Qualycare Home Care & Resgate, Heleno Strobel Rosa, os programas de reabilitação dos pacientes que sofreram AVC, dependendo do grau de comprometimento que a doença causou, requerem profissionais de variados segmentos para que o trabalho seja eficiente. “Em muitos casos é preciso da atuação de uma equipe multidisciplinar, que pode incluir psicólogos, fisioterapeutas, fonoaudiólogos, neurologistas, médicos clínicos, enfermeiros, entre outros. O envolvimento da família também é primordial para a recuperação do paciente”, diz o médico. Nos casos de pacientes que ficaram com sequelas graves, ou em estado vegetativo, a assistência médica é imprescindível. Nestas situações o tratamento de home care é bastante indicado porque o enfermo recebe todo o suporte médico no conforto de sua casa. “Os pacientes que perdem a mobilidade precisam de acompanhamento especializado, pois muitos problemas podem surgir devido à ausência de movimentos, como úlceras por pressão nas áreas de apoio, contraturas das articulações, trombose das extremidades inferiores, entre outras complicações”, explica dr. Heleno. QUALYCARE - A Qualycare Home Care & Resgate é uma empresa especializada em serviços de home care (atendimento domiciliar), remoções, viagens e atendimento pré-hospitalar (APH).
ZF Press

Nenhum comentário:

Postar um comentário