Mato Grosso Previdência

Mato Grosso Previdência
Av. Dr. Helio Ribeiro, 487, Edifício Concorde - Térreo Bairro: Residencial Paiaguás CEP 78048-250 - Cuiabá - MT Telefone Geral: (65) 3363.5300 Disque Servidor: 0800 647 3633

CÂMARA MUNICIPAL DE NOVA MUTUM

CÂMARA MUNICIPAL DE NOVA MUTUM
Horário de atendimendo: Manhã: das 08:00 ás 11:00 Tarde: das 13:00 ás 17:00 Telefone: (65) 3308-6000 Ouvidoria: 0800 647 6022

Cuiabá Humanizada

quarta-feira, 13 de setembro de 2017

"Publicação de Rosinha Garotinho no Facebook"

Resultado de imagem para ROSINHA GAROTINHONão dá pra ficar em silêncio diante de mais um absurdo praticado contra o meu marido. Repudio a prisão dele e a classifico como uma tentativa de calar a sua voz em denúncias sobre famosos políticos e membros do Judiciário. Também estou perplexa com a “coincidência suspeita” de a prisão ocorrer no mesmo dia do depoimento do ex-presidente Lula, criando ainda mais atenção para a notícia da prisão de Garotinho, assim como a primeira prisão do ex-governador ter ocorrido na véspera da prisão do também ex-governador Sergio Cabral.
Outro fato que também me causa espanto é que a prisão de hoje acontece logo depois que eu e o Garotinho reiteramos denúncias ao Ministério Público contra o promotor Leandro Manhães por seus atos ilícitos. E ainda um dia após o Garotinho ter tido audiência com o ex-presidente do Tribunal de Justiça do Rio, Luiz Zveiter, em que foi proposta uma reconciliação pelo Zveiter, mas esta não aceita pelo ex-governador. Garotinho disse na audiência que irá apelar para o conceito de exceção da verdade, ou seja, irá provar que tudo que ele diz sobre Zveiter é verdade. Ressalto que as acusações contra o Garotinho falam de supostas compra de votos, o que não é verdadeiro. Não há acusação de roubo, propina ou corrupção. A compra de votos, mesmo que fosse provada, não seria motivo de prisão. Afirmo ainda que esse processo nada tem a ver com construtoras ou acusações de outras natureza, como afirmam alguns veículos de comunicação. Enquanto os que ele denuncia estão presos por corrupção, recebimento de propina, enriquecimento ilícito, conta no exterior, prendem o Garotinho porque dá comida aos mais necessitados e devidamente cadastrados na prefeitura. Faço um apelo às autoridades para que libertem o meu marido porque isso que estão fazendo é imoral. E permitam que ele volte a trabalhar honestamente como radialista, o que ele faz há mais de 30 anos e que garante o sustento da nossa família.

Nenhum comentário:

Postar um comentário