A MAIOR FEIRA DE MATO GROSSO PARA SUPERMERCADOS, PADARIAS E HOTÉIS.

A MAIOR FEIRA DE MATO GROSSO PARA SUPERMERCADOS, PADARIAS E HOTÉIS.
Av. Historiador Rubens de Mendonça, 2.368 - Sala 104 Bosque da Saúde - Cuiabá-MT - 78050-000 comercial@expovarejo.com.br | Fone: (65) 3057-5200

Iguá Saneamento

Iguá Saneamento
Av. Gonçalo Antunes de Barros, 3196 - Carumbé - CEP 78050-667 - Cuiabá-MT • Telefones: 0800 646 6115

Vivência com o povo Xavante, 6 a 12 de Julho de 2018

Vivência com o povo Xavante, 6 a 12 de Julho de 2018
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo Cep: 78.049-901- Cuiabá MT.

Greenpeace no Brasil

ABERT - Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão

ABERT -  Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão
SAF/SUL Qd 02 Bl D Sl 101 Ed.Via Esplanada (Atrás do Anexo do Ministério da Saúde) | Brasília - DF

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

"Várzea Grande adere campanha da Fecomércio contra a pirataria e o contrabando"

Pellentesque erat arcuLucimar Campos defendeu este tipo de atuação como forma de reduzir a alta carga tributária que castiga a população. Crítica da alta carga tributária cobrada pelo poder público de uma maneira em geral, principalmente quando não há retorno nos serviços públicos prestados à população, a prefeita de Várzea Grande, Lucimar Sacre de Campos, frisou que o poder público municipal vai aderir a campanha da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Mato Grosso (Fecomércio-MT) contra a pirataria e o contrabando e que causam prejuízo estimado em todo mundo na ordem de US$ 638 bilhões. A mesma campanha será lança nesta quarta-feira, 20, em Brasília, mais precisamente no Congresso Nacional a pedido da Confederação Nacional do Comércio – CNC. Lucimar se demonstrou impressionada com os números e prejuízos que a pirataria e o contrabando acarretam no Brasil e no mundo. “Somente no Brasil são R$ 130,4 bilhões de perdas setoriais mais a sonegação de impostos”, informou o presidente da Fecomércio-MT, Hermes Martins da Cunha que juntamente com o superintendente da entidade, Evaldo Silva, foram apresentar as ações que a mesma defende junto aos Poderes Públicos Federal, Estadual e Municipal para combater este malefício que deixa de gerar empregos, dividendos e desestabiliza a economia de uma maneira em geral. Somente em medicamentos a pirataria e o contrabando promovem perdas anuais da ordem de R$ 10 bilhões. “Reafirmo minha convicção de que não precisamos criar ou aumentar mais impostos, precisamos combater os gargalos e isto não depende apenas do Poder Público, mas da população, de entidades do porte da Fecomércio-MT e da Confederação Nacional do Comércio – CNC entre outros”, disse Lucimar Sacre de Campos. A prefeita da segunda maior cidade de Mato Grosso, assinalou ainda que se a estrutura funcionasse como deve, com certeza haveria uma queda na alta carga tributária que no Brasil penaliza a todos, primeiro por ser exagerada e segundo pelo fato de que os serviços públicos ficam sempre a desejar perante a população. Hermes Martins da Cunha apontou que a pirataria e o contrabando escondem uma série de outras organizações criminosas. “A falsificação e contrabando andam de mãos dadas com o crime organizado, tráfico de drogas e armas e da exploração de trabalho análogo ou escravo de crianças, jovens e até mesmo adultos”, lembrou o presidente da entidade. Segundo Hermes Martins da Cunha, a OCDE – Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico, estima que a falsificação e a pirataria custam às empresas, no mundo US$ 638 bilhões por ano. Ao todo 17 sindicatos de diversas categorias participam da política de combate à pirataria e contrabando. “É importante ter o apoio da Prefeitura de Várzea Grande e da prefeita Lucimar Sacre de Campos que tem se notabilizado por realizar uma administração proeminente e voltada pelo engrandecimento da cidade e pelo atendimento à população”, disse Hermes Martins da Cunha para quem o arrojo da prefeita tem feito com que Várzea Grande seja palco de boas notícias. Já para o superintendente da Fecomércio-MT, Evaldo Silva, o mais importante é o engajamento de gestores públicos comprometidos com a construção de um pais, um Estado e municípios melhores. “É visível para nós que constantemente estamos em Várzea Grande que a cidade respira outros ares e que o desenvolvimento se tornou palavra de ordem, aonde todos ganham, o povo, o comércio, a indústria, enfim todo mundo passa a fazer parte deste ciclo virtuoso de melhora da qualidade de vida, isto demonstra que a prefeita Lucimar Sacre de Campos trabalha no rumo certo e com certeza já colhe e irá colher mais resultados positivos”, disse.



Nenhum comentário:

Postar um comentário