"Onde tem queimada,...

CÂMARA MUNICIPAL DE NOVA MUTUM

CÂMARA MUNICIPAL DE NOVA MUTUM
Horário de atendimendo: Manhã: das 08:00 ás 11:00 Tarde: das 13:00 ás 17:00 Telefone: (65) 3308-6000 Ouvidoria: 0800 647 6022

Cuiabá Humanizada

quarta-feira, 6 de setembro de 2017

"Várzea Grande recebe Selo de Alimentação Consciente"

Pratos como feijoada, escondidinho e almôndegas são algumas das opções que farão parte do cardápio na merenda escolar da Rede Municipal de Ensino. Várzea Grande recebeu nesta quarta-feira, 6, o Selo de Alimentação Consciente ao implantar o programa da Organização Não Governamental-ONG -Internacional Alimentação Consciente Brasil, que visa melhorar a saúde pública e reduzir os impactos ambientais ao oferecer aos alunos da rede pública de ensino refeições mais saudáveis e sustentáveis.
A entrega do Selo para a prefeita Lucimar Sacre de Campos foi feita pelo diretor da Conscious Eating Canada (CEO), Alan Darer, acompanhado pela especialista em Políticas Alimentares da ONG para o Brasil, Mariana Vidotto. A prefeita Lucimar Sacre de Campos disse que a meta da administração municipal é dotar Várzea Grande com um sistema de ensino de excelência, com políticas públicas voltadas para garantir o desenvolvimento educacional em toda sua plenitude. Lucimar disse, entretanto, que é preciso coragem e trabalho sério para mudar alguns costumes e hábitos que podem impactar na saúde. “Nosso desafio diário é promover mais qualidade de vida e de aprendizado para nossas crianças e esse programa de alimentação saudável vem ao encontro com essa nossa preocupação”, disse. De acordo ainda com Lucimar, com a implantação e implementação do Programa Escola em Tempo Ampliado – ETA, o sistema educacional de Várzea Grande está dando um salto de qualidade e esses resultados já estão sendo mostrados pelo melhoramento do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). Ela destacou o trabalho dos alunos no plantio e cultivo de verduras em hortas nas unidades escolares, as aulas de incentivo a cultura regional, dança, instrumentos, além do reforço escolar. “Mas seguindo a linha do programa da ONG a parceria deve aumentar e fomentar a produção de hortas nas escolas. O Aluno quando aprende a plantar, cuidar, ver a verdura crescer e depois consumir na própria escola, aprende o valor nutricional do alimento, e valoriza o conhecimento. Já um grande passo para mudar o hábito alimentar, porque ele vivencia as etapas e tem em mãos o resultado final”, disse ela.O diretor da ONG, Alan Darer, disse estar impressionado com a receptividade e com o envolvimento de toda a rede municipal na capacitação para a implantação do programa. Ele elogiou as estruturas das escolas, os equipamentos das cozinhas, a limpeza, o asseio e os uniformes que são utilizados pelas merendeiras da Rede Pública de Ensino de Várzea Grande. Darer acredita que o trabalho que está sendo desenvolvido pela Secretaria de Educação mostra que os resultados positivos irão ficar evidentes por causa do envolvimento de técnicos, professores e até dos alunos.O secretário de Educação, Cultura, Esporte e Lazer, Silvio Fidelis explicou que através da parceria, a pasta está promovendo a capacitação de merendeiras, que começou no dia 4, e segue até o dia 6 nas escolas EMEB Rita Auxiliadora de Campos Cunha e EMEB Emanuel Benedito de Arruda. “Na capacitação são ofertadas várias receitas para a formação do cardápio a base de frutas, legumes, grãos e vegetais, onde as merendeiras aprendem a fazer os pratos que serão adotados já nas próximas semanas nas escolas municipais”, explicou Silvio Fidelis. O treinamento está sendo ministrado pelo chef André Vieland da Humane Society International (HSI), que envolve quase 300 cozinheiras e cozinheiros responsáveis pela preparação da alimentação de aproximadamente 27 mil alunos da rede municipal de Várzea Grande. Estão sendo ensinadas as opções de receitas saudáveis para produzir refeições com alto valor nutritivo, como a feijoada de legumes, o virado de mandioca, o macarrão a cuiabana, entre outras. De acordo com o chef André Vieland, responsável pelo treinamento “tenho notado um crescente interesse entre chefs e nutricionistas por onde tenho passado, por receitas à base de vegetais. Pratos como feijoada, escondidinho e almôndegas são algumas das opções que podem ser preparadas repletas de proteínas com base vegetal, e que costumam ser muito populares entre crianças e jovens", enfatiza o chef que vem realizando oficinas em parceria com Prefeituras e outras instituições pelo Brasil e pelo mundo. Para Mariana Vidotto, especialista em Políticas Alimentares da ONG, a Prefeitura de Várzea Grande dá um passo significativo para a melhoria alimentação dos alunos. “Este é um momento especial em que as pessoas que lidam diretamente com as refeições podem aprender novas técnicas de preparo e receitas tão ou mais nutritivas que as tradicionais, mas com menor impacto no meio ambiente e proporcionando benefícios diretos na saúde das crianças e adolescentes da rede pública”, explicou.

Fred Nogueira
Foto Robson Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário