Águas Cuiabá - Iguá Saneamento

Águas Cuiabá - Iguá Saneamento
Av. Gonçalo Antunes de Barros, 3196 - Carumbé - CEP 78050-667 - Cuiabá-MT • Telefones: 0800 646 6115

MRV ENGENHARIA

Prefeitura de Cuiabá

Prefeitura de Cuiabá
Praça Alencastro, nº 158 - Centro - CEP: 78005-906

ABERT - Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão

ABERT -  Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão
SAF/SUL Qd 02 Bl D Sl 101 Ed.Via Esplanada (Atrás do Anexo do Ministério da Saúde) | Brasília - DF

ABAV EXPO 2018 Conecta

ABAV EXPO 2018 Conecta
Av. Olavo Fontoura, 1209 - Portão 1 - Santana, São Paulo - SP E-mail: visit@abavexpo.com.br

terça-feira, 31 de outubro de 2017

"Câmara aprova interligação entre os rios Preto e Tocantins"

A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania da Câmara aprovou o Projeto de Lei 6569/13, do deputado Gonzaga Patriota (PSB-PE), que prevê a interligação entre os rios Preto (BA) e Tocantins.

A proposta tramitou em caráter conclusivo e pode seguir para análise do Senado Federal.

O rio Preto está vinculado à bacia do Rio São Francisco. O rio Tocantins, por sua vez, percorre os estados de Goiás, Tocantins, Maranhão e Pará, até a sua foz no golfo Amazônico - próximo a Belém.

Segundo o autor, o objetivo é assegurar a navegação desde o rio São Francisco ao rio Amazonas. “Restabelecer a navegação fluvial e a regularização hídrica do rio São Francisco, para facilitar o fluxo de produção dos ribeirinhos são franciscanos com as cidades de Goiás, sediadas na margem direita ao rio Tocantins”, justificou o parlamentar.

A versão aprovada é um substitutivo do relator, deputado Tadeu Alencar (PSB-PE), para melhorar a técnica legislativa. Ele alterou diretamente o texto da lei em vigor – Plano Nacional de Viação (Lei nº 5.917/73) – para inclusão da nova interligação de bacias.

Deputados avaliam que essa interligação seria uma solução para resolver com mais rapidez o problema da seca no Nordeste. As novas águas aumentariam a vazão do rio São Francisco, cujos níveis estão baixos em decorrência de um longo período de estiagem. Especialistas afirmam que a transposição pretendida não afetaria o rio Tocantins e ainda melhoraria a navegabilidade no São Francisco.
Reportagem - Emanuelle Brasil
Edição - Geórgia Moraes

Nenhum comentário:

Postar um comentário