Águas Cuiabá - Iguá Saneamento

Águas Cuiabá - Iguá Saneamento
Av. Gonçalo Antunes de Barros, 3196 - Carumbé - CEP 78050-667 - Cuiabá-MT • Telefones: 0800 646 6115

BOLSONARO X CLASSE TRABALHADORA

BOLSONARO X CLASSE TRABALHADORA
BOLSONARO NÃO!

Prefeitura de Cuiabá

Prefeitura de Cuiabá
Praça Alencastro, nº 158 - Centro - CEP: 78005-906

ABERT - Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão

ABERT -  Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão
SAF/SUL Qd 02 Bl D Sl 101 Ed.Via Esplanada (Atrás do Anexo do Ministério da Saúde) | Brasília - DF

ABAV EXPO 2018 Conecta

ABAV EXPO 2018 Conecta
Av. Olavo Fontoura, 1209 - Portão 1 - Santana, São Paulo - SP E-mail: visit@abavexpo.com.br

terça-feira, 24 de outubro de 2017

"Defesa Civil orienta sobre medidas a serem adotados durante tempestades"

Cumprindo com seu papel de órgão de atuação em ações preventivas com o objetivo de evitar desastres resultantes de causas naturais, a Defesa Civil de Cuiabá orienta sobre as medidas protetivas a serem adotadas pelo cidadão, durante as possíveis tempestades que possam atingir a Capital. Conforme a previsão de tempo do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), a probabilidade de pancadas de chuva para esta semana chega a 80%. “A Defesa Civil tem um caráter de proceder sempre alertando a população. Tivemos essa tempestade no sábado que, conforme a aferição da estação de meteorologia do Aeroporto Marechal Rondon, foram registradas rajadas de ventos de até 83 km/h, causando alguns danos pela cidade. Nesse sentido, enxergamos a necessidade de repassar algumas recomendações à população, durante esse período de fortes chuvas que está se iniciando”, comentou o diretor de Proteção e Defesa Civil do Município, coronel Paulo Wolkmer.
Em casa
O diretor explica que a recomendação geral é para que, estando na residência, o morador permaneça no local, feche as portas e janelas, e procure ficar em uma área central. Passado a chuva é importante observar se houve o aparecimento de alguma rachadura na estrutura, resultante do temporal. Caso seja constatada qualquer fissura, deve-se entrar em contato com o Corpo de Bombeiros, pelo 193, ou com a própria Defesa Civil, por meio do telefone 3623-9633, para que os órgãos possam realizar uma avaliação e orientar sobres os procedimento a serem adotados. Para evitar incidentes com descargas elétricas, o ideal é que, ao observar a probabilidade de tempestade, o morador vá até o padrão e desligue a chave de energia. Não sendo mais possível fazer o desligamento, é aconselhável retirar todos os aparelhos eletrônicos da tomada, impedindo possíveis queimas dos mesmos. Não utilizar o telefone com fio também faz parte das recomendações, pois podem acontecer descargas pelo cabeamento do aparelho. Em situações de alagamentos, o morador deve procurar furtar-se ao máximo de qualquer tipo de contato com a água. Se for necessário caminhar pela casa ou manusear algum objeto, deve-se adotar a utilização de botas e luvas. Depois da chuva, a residência, bem como os móveis devem ser lavados. No caso de alimentos, o recomendável é fazer o descarte dos produtos.
Na rua
Estando no trânsito, a Defesa Civil destaca que o carro é o local mais seguro diante dessa situação, desde que sejam evitadas rotas que englobem pontos de possíveis alagamentos. É necessário também redobrar a atenção, prevenindo acidentes ocasionados por conta da aquaplanagem. Áreas com grandes volumes de águas também devem ser evitadas, principalmente por motociclistas. No caso de chuva muito forte, o melhor a se fazer é sempre procurar um local seguro para estacionar e esperar as águas cessarem. Em relação ao pedestre, a primeira recomendação é para que se procure um abrigo seguro e espere a chuva passar. Abrigos próximos a árvores e postes devem ser sempre evitados, pois, além risco de quedas com a ventania, a pessoa pode ainda ser afetada indiretamente por descargas elétricas. Privar-se de atravessar enxurradas também é importante, pois a pessoa pode acabar sendo arrastada pela força da água. Tanto o pedestre quanto o motorista devem ainda ter uma atenção redobrada com fios de energias caídos, visto que, os mesmos podem estar ainda passando correntes elétricas.
Repórter: Bruno Vicente

Nenhum comentário:

Postar um comentário