CÂMARA MUNICIPAL de RONDONÓPOLIS - Presidente Rodrigo da Zaeli (PSDB)

CÂMARA MUNICIPAL de RONDONÓPOLIS - Presidente Rodrigo da Zaeli (PSDB)
Endereço RUA CAFELÂNDIA, 434 Bairro: LA SALLE RONDONÓPOLIS - CEP 78.710-050 - MT

A Assembleia Legislativa do Mato Grosso criou um aplicativo inovador para ajudar os cidadãos MT

Prefeitura de Cuiabá - Mutirão da Conciliação Fiscal

segunda-feira, 9 de outubro de 2017

"FINAL: No Peladão 2017, o primeiro lugar do pódio fica com a torcida"

Márcia Catarina de Campos levou a família toda ao estádio para a final do Peladão 2017 Márcia Catarina de Campos levou a família toda ao estádio para a final do Peladão 2017. A final do Peladão 2017, realizada no sábado (07.10), foi apertada e acabou sendo decidida somente nos pênaltis. Placar final: Novo Horizonte 3 x 2 Liga da Justiça. Mas o sufoco foi apenas dentro de campo, porque nas arquibancadas o que se via era animação, sorrisos, família reunida e criançada empolgada. Sorrisos como o de Edilene Santana, 38 anos, uma torcedora fiel do Mixto Esporte Clube, mas que não perde a chance de ir para as arquibancadas torcer pelas equipes amadoras de Cuiabá. Mais que uma simples torcedora, Edilene luta pelo espaço feminino no futebol, tanto nas arquibancadas quanto dentro de campo. Ela é mãe da zagueira Joyce, que passou pelo time feminino do Mixto e hoje joga pelo Criciúma, de Santa Catarina. Pela filha e pelo público feminino, Edilene estimula a participação das mulheres nos campeonatos, jogos e na torcida. “Sempre que posso estou nas arquibancadas, torcendo e vibrando pelo futebol”.
Márcia Catarina de Campos levou a família toda ao estádio para a final do Peladão 2017Já Márcia Catarina de Campos, 42 anos, não só resolveu curtir a final do campeonato, como levou seus três filhos: um de 11 anos, outro de 10 e a caçula de apenas cinco meses. Barulho? A pequena dormia no colo do pai, Jeremias Queirós, enquanto o restante da família ficava de olho nos lances. Essa foi a primeira vez de Márcia em um jogo do Peladão. “É um ambiente gostoso, seguro, com muitas famílias reunidas. As crianças adoram”. Quanto à presença cada vez maior de muelheres nos eventos esportivos amadores, Márcia acredita que o espaço feminino tende a aumentar cada dia mais, dentro e fora de campo.
Edição 2017
Este ano o campeonato contou com 124 inscrições a mais em relação a 2016, chegando a 324 times. Outro diferencial foi a inclusão de 11 municípios do interior do estado que compõem a baixada cuiabana, como Chapada dos Guimarães e Santo Antônio do Leverger. Com as inscrições o campeonato arrecadou sete toneladas de alimentos, que foram distribuídos em instituições filantrópicas. Secretário Adjunto de Esporte e Lazer, Leonardo de Oliveira destacou a importância de o Estado apoiar projetos como este, que promove o esporte nas cidades e bairros participantes, de maneira atrair cada vez mais pessoas, de todas as idades, para as diferentes práticas esportivas. “A secretaria investe em iniciativas que fortalecem o esporte e lazer em Mato Grosso”. E para 2018 também deve ter novidades. De acordo com o coordenador do Peladão, Tiego Poli Kiesque, a meta é alcançar 400 equipes inscritas, aumentando também o número de municípios participantes. “O Peladão é um projeto que acredita no valor do esporte e é também um momento de reunir a família, de comemorar”.
Caroline Lanhi | Gcom-MT

Nenhum comentário:

Postar um comentário