CONVERSA AFIADA

Vereador RODRIGO ZAELI do PSDB-MT

Vereador RODRIGO ZAELI do PSDB-MT
Câmara Municipal de Rondonópolis R. Cafelândia, 434 – La Salle, Rondonópolis – MT, 78710-050 (66) 3422.7554 | (66) 99900.5757 atendimento@rodrigodazaeli.com.br

"Todos no combate a Dengue"

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi, 6 - Centro Político Administrativo, Cuiabá - MT, 78049-901 Telefone: (65) 3313-6900

TCE MT GESTÃO NOTA 10

segunda-feira, 30 de outubro de 2017

"Projeto de Lei prevê implantação de Farmácia Solidária em Sinop"

O Projeto de Lei de nº 139/2017, de autoria do vereador Ademir Bortoli (PMDB), em parceria com universidades públicas e entidades, têm como objetivo facilitar o acesso a medicamentos para a população carente de Sinop. O projeto prevê que os medicamentos recebidos no centro de distribuição (Farmácia Popular) passem por triagem, sejam catalogados e selecionados de acordo com sua validade, estado de conservação e, por fim, distribuídos gratuitamente. A Lei visa incentivar o cidadão a doar medicamentos domésticos não utilizados na totalidade, seja pelo fim do tratamento prescrito ou por compra em quantidade maior que a necessária, pois ao retirar os remédios dos lares, reduzem-se as chances de automedicação, intoxicações e destino incorreto dos medicamentos.
Para o farmacêutico, Jeandson Carneiro, é muito importante para a sociedade que uma lei como esta seja aprovada. “Essa sobra em contra partida poderá ser distribuída a população carente que precisa e não tem como adquirir medicamentos, que muitas vezes são destinados de forma incorreta pelas pessoas”, explicou Carneiro. Ademir Bortoli salientou que o projeto, além de ajudar quem precisa de medicação e não tem condições de comprar, também promoverá a conscientização quanto à destinação correta dos remédios. “É apenas uma questão organizacional do Município. Por meio da lei haverá uma conscientização mais abrangente quanto ao desperdício e economia”, concluiu o vereador. Ainda poderá haver doações de medicamentos dentro do prazo de validade por parte das drogarias, distribuidoras, indústrias farmacêuticas e médicos, com o intuito de atender um número maior de pessoas. Os remédios vencidos poderão também ser entregues no centro de distribuição para que sejam devidamente descartados.
Dieny Vieira/Assessoria.

Nenhum comentário:

Postar um comentário