A MAIOR FEIRA DE MATO GROSSO PARA SUPERMERCADOS, PADARIAS E HOTÉIS.

A MAIOR FEIRA DE MATO GROSSO PARA SUPERMERCADOS, PADARIAS E HOTÉIS.
Av. Historiador Rubens de Mendonça, 2.368 - Sala 104 Bosque da Saúde - Cuiabá-MT - 78050-000 comercial@expovarejo.com.br | Fone: (65) 3057-5200

Iguá Saneamento

Iguá Saneamento
Av. Gonçalo Antunes de Barros, 3196 - Carumbé - CEP 78050-667 - Cuiabá-MT • Telefones: 0800 646 6115

Vivência com o povo Xavante, 6 a 12 de Julho de 2018

Vivência com o povo Xavante, 6 a 12 de Julho de 2018
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo Cep: 78.049-901- Cuiabá MT.

Greenpeace no Brasil

ABERT - Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão

ABERT -  Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão
SAF/SUL Qd 02 Bl D Sl 101 Ed.Via Esplanada (Atrás do Anexo do Ministério da Saúde) | Brasília - DF

terça-feira, 5 de dezembro de 2017

"NOBRES: Prefeito sanciona PL que isenta cobrança de taxa de religação de água do Proº Magal, com apoio unanime de todos os vereadores"

Nesta segunda-feira (04), o vereador Magal informou com exclusividade aos Sites Caminho Político e Sites KM News que o prefeito Leocir Hanel (PSDB) sancionou no dia 13 de setembro a Lei Nº 1.456/2017. Lei Municipal nº 1.456/2017 sancionada pelo Prefeito Leocil Hanel de autoria do Vereador Professor Magal,beneficiara a população ,pois proíbe a cobrança da "Taxa de religação"e "Taxa de de urgências dos serviços de água potável e encanada no município de Nobres,com apoio de todos os nobres Edis da Casa de Leis, o vereador Profº Magal sensibilizou o Prefeito Magal da importância social e econômica do sancionamento do Projeto de Lei, o qual se dá as providências legais tais como: No paragrafo único de seu Artigo 1º, a Lei Nº 1.456/2017, ressalta que ela só não será aplicada quando o fornecimento dos serviços forem solicitados pelos consumidores.
Em seu artigo 3º, a Lei Nº 1.456/2017, destaca que a inadimplência dos consumidores já [e punida com a aplicação de multas e juros sobre o montante das dívidas e pela suspensão do fornecimento do serviço. E que a taxa de religação implicaria em cobrança dupla do serviço de fornecimento de água potável. No seu artigo 4º a Lei Nº 1.456/2017, garante ao consumidor que se sentir lesado pela ESAN em seus direitos, caso a concessionária não venha a cumprir esta lei e poderá ser acionada judicialmente e nesse caso o cliente (consumidor) ficará desobrigado de quitar os débitos vencidos que originaram a divida. No artigo 5º, a Lei Nº 1.456/2017, regulamenta o envio de uma cópia à ESAN para que seus diretores e gestores tenham ciência as penalidades que são descritas em seu artigo 6º , são mencionadas e que serão aplicadas em caso de descumprimento da mesma. Caso o consumidor (munícipe) tenha o fornecimento de água suspenso por ter pago em tempo hábil a fatura de água, a ESAN terá o prazo máximo de 24 horas para restabelecer o fornecimento de água ,após a comprovação do pagamento das faturas em atraso. Notificação, multa de 03 (três) salários mínimos por domicilio residencial ou comercia, onde ocorrer a cobrança indevida. Notificação, multa de 05 (cinco) salários mínimos por domicilio residencial ou comercia, onde ocorrer a cobrança indevida.
Notificação e suspensão temporária de localização e funcionamento.
Da Redação Caminho Político
Foto Régis Oliveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário