CONVERSA AFIADA

Vereador RODRIGO ZAELI do PSDB-MT

Vereador RODRIGO ZAELI do PSDB-MT
Câmara Municipal de Rondonópolis R. Cafelândia, 434 – La Salle, Rondonópolis – MT, 78710-050 (66) 3422.7554 | (66) 99900.5757 atendimento@rodrigodazaeli.com.br

"Todos no combate a Dengue"

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi, 6 - Centro Político Administrativo, Cuiabá - MT, 78049-901 Telefone: (65) 3313-6900

TCE MT GESTÃO NOTA 10

segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018

"ARTIGO: O trabalho do CRO é proteger a sociedade"

O mês de janeiro acaba de se encerrar e nesses primeiros dias de 2018, a odontologia em Mato Grosso já registrou a prática ilegal da profissão. No início de janeiro de 2018, a Delegacia Especializada do Consumidor (Decon), da Polícia Judiciária Civil, prendeu em Cuiabá um suspeito por prática ilegal da Odontologia. A prisão em flagrante foi resultado de uma denúncia feita pelo Conselho Regional de Odontologia de Mato Grosso (CRO-MT), ainda em 2017. O balanço feito pelo CRO-MT revela que, no ano passado, oito pessoas foram flagradas praticando exercício ilegal da profissão (falsos dentistas). Durante todo o ano de 2017, o Conselho realizou 1.540 ações de fiscalização, em 24 municípios mato-grossenses, além disso, recebeu 216 denúncias sobre algum tipo de conduta suspeita. Se por um lado é ruim constatar que em pleno século XXI ainda existem pessoas que se arriscam a lidar com a saúde (e a vida) das pessoas sem a capacitação necessária, é um incentivo começar o ano tendo um falso dentista sendo autuado, pois serve de alerta: o CRO-MT está vigilante e atuante. É função do CRO promover ações de proteção à sociedade e de garantia de segurança da população no que concerne à saúde. Por este motivo, as fiscalizações continuam com toda a força em 2018. E mais uma vez pedimos a colaboração da população, pois os falsos profissionais se escondem e somente por meio de denúncias conseguiremos coibir esta prática – que pode ser fatal. Para além da fiscalização, o Conselho realiza ações preventivas às más condutas da profissão, por meio da Educação Permanente, com seminários, palestras e encontros da classe na Capital e através do CRO Itinerante, que leva informações e atualizações aos profissionais que estão no interior. Cerca de 5 mil quilômetros foram rodados pela equipe do CRO-MT durante a edição 2017 do projeto CRO Itinerante. No total, 13 municípios localizados em todas as regiões de Mato Grosso receberam as visitas e 209 profissionais foram atualizados sobre temas relevantes para a profissão. Por todos esses resultados podemos constatar que 2017 foi um ano positivo para o CRO-MT, mas ainda há muito trabalho para ser feito e 2018 promete.


Luiz Evaristo Ricci Volpato é presidente do CRO-MT

Nenhum comentário:

Postar um comentário