Águas Cuiabá - Iguá Saneamento

Águas Cuiabá - Iguá Saneamento
Av. Gonçalo Antunes de Barros, 3196 - Carumbé - CEP 78050-667 - Cuiabá-MT • Telefones: 0800 646 6115

MRV ENGENHARIA

Prefeitura de Cuiabá

Prefeitura de Cuiabá
Praça Alencastro, nº 158 - Centro - CEP: 78005-906

ABERT - Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão

ABERT -  Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão
SAF/SUL Qd 02 Bl D Sl 101 Ed.Via Esplanada (Atrás do Anexo do Ministério da Saúde) | Brasília - DF

ABAV EXPO 2018 Conecta

ABAV EXPO 2018 Conecta
Av. Olavo Fontoura, 1209 - Portão 1 - Santana, São Paulo - SP E-mail: visit@abavexpo.com.br

quinta-feira, 1 de março de 2018

Como superar a sua mente para internalizar novos hábitos"

Até pouco tempo atrás acreditava-se que para automatizar e modificar um hábito existia um número mágico de 21 dias. Entretanto, um estudo recente de Jane Wardle, professora do University College de Londres, que foi publicado na revista europeia de psicologia social, afirma que para que uma nova atividade ou objetivo se torne automático, ou seja, comece a fazer coisas que antes não era costume e não precise de dispender energia e ter força de vontade, precisamos de 66 dias. É claro que vai depender do objetivo. Se for uma coisa simples como beber água antes do café da manhã pode levar 20 dias. Implementar uma nova técnica de vendas ou fazer exercícios físicos pode levar 80 dias. O número de dias é relativo. O importante é que somos capazes de modificar velhos hábitos. Depende de fatores como perseverança, mentalidade, interesse, insistência e outras variáveis. Mas, na média, a mudança ocorre em torno de dois meses e pouco.
Fica claro que para mudar um hábito é preciso que você saia da sua zona de conforto. Será preciso que você esteja disposto e aberto a entender que vai levar um certo tempo até que os resultados apareçam. Além disso, pode ser que alguma das suas estratégias funcionem e outras precisem de adaptações, mas é preciso implementar e não desistir antes do tempo.
Isso é importante, por que a maior parte das pessoas acha que no começo da mudança a resistência é alta e depois conforme vai passando os dias ela vai diminuindo. Mas, não é assim que acontece. Na verdade, no começo do processo você tem uma certa resistência, mas, ela não é alta, mas, sim baixa. Isso ocorre por que no início do processo você sabe que está fazendo alguma coisa que será boa para você, então você está empolgado e motivado.
Mas, essa motivação toda vai diminuindo com o passar do tempo, por volta do 10 dias após o início da mudança e a resistência aumenta e começa a aparecer na sua mente todos os tipos de desculpas para te convencer a parar. Essa resistência tem seu auge entre o 12º ao 16º dia após o início do processo. E depois, lá pelo 20º dia, a resistência volta a diminuir, pois, sua mente entende que realmente você está abandonando seu antigo hábito e internalizando um novo.
Muitas pessoas criam uma expectativa de que om o passar dos dias era para ficar mais fácil e não mais difícil e por isso desistem antes do tempo. A partir do momento que fica difícil e a resistência está no auge elas acabam tendo a falsa a impressão errada de que algo não está dando certo e que talvez aquele novo hábito não era para ela. Param, sem saber que se mantivessem a atividade mais um pouco iriam conseguir.
Ao começarmos um novo hábito, temos que entender que o resultado demora a aparecer. Ele precisa ser internalizado, precisa substituir o anterior para você estabelecer uma nova rotina e seus resultados apareçam. Será preciso superar a resistência da sua mente, por isso, disciplina, determinação e persistência fazem a diferença.
Luiz Vicente Dorileo da Silva – “SHIPU”, palestrante, consultor formado em administração com MBA Executivo Internacional e especialista em Marketing. shipumt@hotmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário