Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo Cep: 78.049-901- Cuiabá MT.

"Prefeitura de Cuiabá - Trabalhando e cuidando da gente"

Todos juntos contra a dengue

quarta-feira, 23 de maio de 2018

"NOBRES: Sintep/nbs repudia 2.07%,a greve mantida e prefeito é desmascarado"

Na manhã desta quarta-feira enfrente a prefeitura municipal de Nobres,pais conclamaram a presença de outras mães para apoiarem os educadores nobrenses pela luta do comprimento da Lei federal de reposição salarial. Mães aguerridas dos seus direitos estiveram ali presentes destes as 7:00hs da manhã,apoiando e fortalecendo o movimento dos educadores,que lutam por melhorias para toda a categoria. Havia também nesse mesmo dia, uma reunião do SINTEP/Nobres com a gestão municipal para discutirem um consenso que atendesse ambas as partes.Toda diretoria do Sintep sub-sede Nobres esteve presente em uma sala da secretaria de educação.

O defensor do poder municipal,Dr. Paulo Roberto vez suas indagações e explanação da não possibilidade de ceder o percentual indicado como base federal, que haveria possibilidade no máximo de 2.07%,que foi rejeitada de imediato pelo Sintep.
O secretario Amilton fez um histórico sobre arrecadação do município da data da aprovação da Lei 119,que na época existia,uma receita favorável,mas que hoje já não é a mesma,e fez questionamento por a economia do Estado não esta mais confiável,e se cumprir o valor do percentual do piso nacional de 6.81% haverá um acréscimo na folha de pagamento e que o valor que pode ser oferecido é mesmo este de 2.07%.
A Professora Núbia fez uma descrição de oficios encaminhados ao poder municipal,no qual não teve nenhuma resposta e que todas as lutas e caminhadas praticadas pela categoria,nunca houve numa gestão como essa desse prefeito,que há portas fechadas,falta intensa de dialogo com a categoria,desprezo e falta de respeito com a categoria de educadores,relata a Professora Núbia.
A Professora Núbia relata as diversas ações que os educadores realizam e que era obrigação dos gestores municipal e que a realidade não condiz com o que relatam para o povo.
o poder público tem por obrigação reformar escolas,dar condições dignas de trabalhos e ambiente agradável aos seus alunos.
A professora Núbia apresentou os relatórios oficiais do SIOPE/FNDE nº 15276/2018 de 03 de Maio de 2018 que esclarece tudo e que mostra a falta do conhecimento dos gestores municipais sobre a categoria.
A Professora Núbia solicitara da Secretaria de Educação o "Lotacionograma" para acompanhar de perto a aplicabilidade dos recursos da educação e irá fazer os comparativos.
A presidente do Conselho Municipal de Educação,solicitou a devolução do dinheiro retirado do FUNDEP que passam dos R$ 890 mil,retirados sem permissão da educação,no qual encaminharam ao Ministério Público do Estado e ao TCE,o porque desse dinheiro foi retirado,onde foi usado e porque não foi devolvido ao fundo,isso leva o prefeito a cometer crime de administrativo,ser for comprovado o desviu,pode perder o cargo.
Depois de feitas todas as explanações jurídicas em relação ao percentual de reajuste,o Sintep/Nbs através de toda diretoria presente finalizou a reunião.
Da Redação Caminho Político
Régis Oliveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário