Águas Cuiabá - Iguá Saneamento

Águas Cuiabá - Iguá Saneamento
Av. Gonçalo Antunes de Barros, 3196 - Carumbé - CEP 78050-667 - Cuiabá-MT • Telefones: 0800 646 6115

ANUNCIE AQUI!

ANUNCIE AQUI!
SUA EMPRESA COM MAIS VISIBILIDADE E VENDA

Certificado de Responsabilidade Social

Prefeitura de Cuiabá

Prefeitura de Cuiabá
Praça Alencastro, nº 158 - Centro - CEP: 78005-906

ABERT - Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão

ABERT -  Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão
SAF/SUL Qd 02 Bl D Sl 101 Ed.Via Esplanada (Atrás do Anexo do Ministério da Saúde) | Brasília - DF

quinta-feira, 28 de junho de 2018

O seminário foi realizado na última terça-feira (26) e contou com a participação de servidores da carreira de Gestor Governamental. “Gestão de Políticas Sociais” foi o tema do terceiro seminário promovido pela Associação dos Gestores Governamentais do Estado de Mato Grosso (AGGEMT) com o objetivo de aprimorar a atuação dos servidores públicos da carreira de Gestor Governamental, que atuam no Executivo Estadual. O evento foi realizado na última terça-feira (26), no auditório do Centro de Sustentabilidade do Sebrae, em Cuiabá.

A professora doutora Mani Tebet Marins, da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), ministrou palestra com o tema “Um olhar sociológico sobre as políticas de combate à pobreza”. Na ocasião, falou sobre o papel da mulher no desenvolvimento do estado, da família como objeto (e ator) da intervenção pública e debateu o funcionamento dos programas de transferência de renda, tendo como foco principal o programa Bolsa Família, objeto de pesquisa de sua autoria que deu origem ao livro “Bolsa Família: questões de gênero e moralidades”.
Mani Tebet Marins também chamou a atenção para alguns itens e problemáticas que devem ser levados em consideração no momento de elaboração e implementação de políticas públicas de combate à pobreza, como a forma de tratamento dos beneficiários de programas sociais.
“Vários estudos mostram que há uma problemática muito grande em relação ao estigma e à humilhação social nesses setores. Então, muitos candidatos a programas sociais desistem de solicitar acesso a esses programas por conta do tratamento discricionário dos gestores públicos. Isso pode produzir uma situação de desigualdade de oportunidade no acesso entre essas pessoas que estão demandando um serviço assistencial”, afirmou.
No segundo painel, a secretária-adjunta de Assistência Social de Mato Grosso, Marilê Cordeiro Ferreira, apresentou informações sobre a gestão social no estado e sobre o programa Pró-Família, que tem o objetivo de promover acesso à renda e ações de desenvolvimento das capacidades das famílias para a superação da condição de vulnerabilidade. Atualmente, mais de 22 mil famílias são beneficiadas pelo programa, que está presente em 139 dos 141 municípios de Mato Grosso.
A pesquisadora do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) Letícia Bartholo, terceira palestrante do dia, abordou o tema “Proteção social não contributiva e assistência social”. Em sua fala, explicou como funciona o mecanismo do Sistema Único de Assistência Social (Suas) e apresentou informações sobre o Cadastro Único e os principais resultados do Programa Bolsa Família.
O seminário realizado na última terça-feira faz parte do plano de capacitação elaborado pela Associação dos Gestores Governamentais do Estado de Mato Grosso (AGGEMT) e oferecido aos servidores da carreira, com o objetivo de promover a melhoria contínua da gestão pública.
RENATA NEVES

Nenhum comentário:

Postar um comentário