Águas Cuiabá - Iguá Saneamento

Águas Cuiabá - Iguá Saneamento
Av. Gonçalo Antunes de Barros, 3196 - Carumbé - CEP 78050-667 - Cuiabá-MT • Telefones: 0800 646 6115

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi, 6 - Centro Político Administrativo, Cuiabá - MT

2ª Corrida do Legislativo Cuiabano

2ª Corrida do Legislativo Cuiabano
PA 2ª Corrida do Legislativo é uma realização da ASSCAMUC (Associação dos Servidores da Câmara Municipal de Cuiabá) e será realizada no dia 21 de abril de 2019.

"AME,CUIDE E RESPEITE OS IDOSOS

Prefeitura Municipal de Rondonópolis

Prefeitura Municipal de Rondonópolis
Endereço: Avenida Duque de Caxias, 1000, Vila Aurora, 78740-022 Telefone: (66) 3411-3500

sexta-feira, 8 de março de 2019

"GESTÃO SISTÊMICA: Nova superintendente tem missão de reduzir gastos na Controladoria Geral do Estado"

Roberta Penna é servidora da carreira de Gestor Governamental e carrega a experiência acumulada em diversos cargos de relevância no Poder Executivo Estadual. A gestora governamental Roberta Penna é a nova superintendente de Gestão Sistêmica da Controladoria Geral do Estado (CGE). À frente do cargo desde 1º de fevereiro, Roberta tem como principais desafios aperfeiçoar o fluxo de processos e reduzir em 30% os gastos do órgão. Engenheira civil formada pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), Roberta Penna possui especialização em Metodologia de Ensino e em Gestão Pública e mestrado em Economia pela mesma universidade. Em 17 anos de vida pública, a gestora governamental foi superintendente de Gestão Escolar da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), coordenadora de Políticas Públicas, superintendente de Políticas Públicas, secretária-adjunta de Orçamento da antiga Secretaria de Estado de Planejamento (Seplan) e superintendente de Orçamento e Finanças da Secopa.
Como secretária-adjunta da Seplan, Roberta respondeu pela coordenação da Câmara de Gestão Fiscal (Cagef) e, em diversas oportunidades, atuou em parceria com a Controladoria Geral do Estado (CGE). Após a transferência das suas antigas atribuições para a Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz), recebeu o convite para assumir o novo posto na CGE, como forma de reconhecimento ao seu trabalho.
“A Seplan sempre atuou em conjunto com a CGE em diversas situações e projetos e eu tive a honra de ser convidada para fazer parte da equipe da Controladoria, convite que prontamente aceitei”, relatou Roberta.
Na condição de superintendente de Gestão Sistêmica, a gestora tem sob sua responsabilidade as Coordenadorias de Orçamento, Financeira, Administrativa e de Gestão de Pessoas.
Economia
Desde que assumiu o cargo, Roberta já deu início ao processo de redução de gastos, com a renegociação de contratos e redução do número de funcionários. Também estão sendo adotadas medidas para economizar água e energia elétrica, como a aquisição de capacitores e a implantação de projetos de reuso da água dos aparelhos de ar condicionado e de instalação de placas solares.
“A pedido do secretário-controlador geral do Estado, Emerson Hideki Hayashida, estamos implantando vários projetos importantes, tanto no que diz respeito à redução dos custos quanto à garantia de sustentabilidade”, ressaltou a superintendente.
Outras medidas adotadas com vistas à sustentabilidade inclui a utilização de copos de vidro ou canecas próprias dos servidores, evitando o descarte excessivo de copos de plástico. Papéis, papelões e plásticos descartados são encaminhamos à cooperativa de reciclagem, enquanto pilhas, baterias usadas e remédios vencidos são direcionados a empresas responsáveis por esse tipo de coleta.
Processos
A Controladoria Geral do Estado é uma instituição permanente e essencial ao Controle Interno do Poder Executivo Estadual, que tem como finalidades básicas as atividades de auditoria pública, de correição, de prevenção e combate à corrupção, de ouvidoria, de incremento da transparência da gestão no âmbito da administração pública e de proteção do patrimônio público.
Para que essas funções sejam exercidas, o apoio da Superintendência de Gestão Sistêmica é fundamental, uma vez que todos os processos internos do órgão são feitos por lá, tais como: aquisições, folha de pagamento, movimentação de pessoal, remoção, exoneração, nomeação, concessão de férias, aquisições, manutenções, empenhos, liquidações e pagamentos.
Segundo Roberta Penna, a organização do fluxo desses processos e a padronização dos mesmos são itens importantes para assegurar o bom funcionamento da CGE e o alcance de resultados positivos.
“Nossa meta é ter maior controle, qualidade e rapidez nos processos. Em relação às aquisições feitas pelo órgão, todos os contratos estão sendo revistos, pensando não apenas na economicidade, mas também na entrega de serviços de qualidade e que atendam às necessidades do órgão”, frisou.
Qualidade de vida
Para que os servidores se sintam mais motivados a desempenharem suas funções e a alcançar os resultados e metas planejados, a CGE também implementou um programa de qualidade de vida, em parceria com a o Secretaria de Estado de Planejamento e Gestão (Seplag). Por meio do programa, são realizados exames de bioimpedância e os servidores são acompanhados por profissionais para manutenção do peso e, consequentemente, da saúde.
Além disso, o novo prédio da CGE também foi construído pensando no bem-estar dos servidores, com espaços bem iluminados, confortáveis e com equipamentos modernos, como cadeiras ergonômicas. “Tudo isso contribui para a melhoria do ambiente e das condições de trabalho”, salientou Roberta.
A carreira
Gerenciar assuntos complexos, liderar equipes e coordenar o desenvolvimento de trabalhos e a resolução de problemas e conflitos são atividades inerentes da carreira de Gestor Governamental. Devido às características peculiares da carreira, os servidores que a integram atuam de forma estratégica e descentralizada, em diversas secretarias e órgãos estaduais, contribuindo para o fortalecimento do nível estratégico do governo.
Assessoria AGGEMT

Nenhum comentário:

Postar um comentário