Complexo Hospitalar de Cuiabá

Complexo Hospitalar de Cuiabá
CENTRAL DE ATENDIMENTO 55 65 3051-3000

SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19

SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19
Acompanhe os números de evolução da doença pelo painel do Ministério da Saúde

Prefeitura de Cáceres

Prefeitura de Cáceres
Av. Getúlio Vargas, 1895, Vila Mariana Cáceres - MT

Tribunal de Contas de Mato Grosso - Presidente Dr. Guilherme Maluf

Tribunal de Contas de Mato Grosso - Presidente Dr. Guilherme Maluf
Rua Cons. Benjamin Duarte Monteiro, Nº 01, - Ed. Marechal Rondon - Centro Político Administrativo - Cuiabá-MT

sexta-feira, 12 de julho de 2019

"PL: Projeto de Lei quer assegura acesso livre a personal trainers que atendem clientes nas academias"

Autor da proposição, deputado Paulo Araújo justifica que a cobrança é bastante injusta. Muitos profissionais de educação física estão reclamando que algumas academias de Mato Grosso está sendo cobrando dinheiro para permitirem o acesso desses profissionais para trabalhar como personal trainers, mesmo que eles estejam apenas orientando os alunos. Entendendo ser injusta a cobrança, o deputado Paulo Araújo (PP) apresentou, na sessão plenária da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) na quinta-feira (11), Projeto de Lei (PL 736/19) que assegura acesso livre e sem taxas de profissionais de educação física as dependências de quaisquer academias de ginastica e estabelecimento do gênero.
Paulo Araújo justifica que a cobrança é bastante injusta. “A academia não realiza esse tipo de serviço. Os clientes já pagam a mensalidade da academia para usufruir da estrutura, entretanto o cliente acaba por contratar um personal a parte, que faz um trabalho exclusivamente com ele sem atrapalhar nada a academia”, comentou Araújo.
Na matéria consta ainda que deverá ser afixado no interior das academias de ginastica e estabelecimentos similares, em local visível, informativo que assegure aos personal trainers o livre acesso para o desenvolvimento de suas atividades e custos. Além disso, a inobservância de quaisquer regras impostas da lei implica na sanção de multa do estabelecimento de educação física em ate mil reais por descumprimento.
Para Paulo Gustavo, que atua como personal trainers, o projeto de autoria do deputado Paulo Araújo é de suma importância para que os profissionais quem atuem nesta área, ao enfatizar que a não cobrança da taxa acabará por ajudar até mesmo quem contrata os serviços. "Se tivermos acesso livre às academias, não precisamos cobrar valores a mais dos nossos clientes, por conta das taxas cobradas pelas academias, onde o cliente, já paga mensalidade” pontuou o personal.
Adriane Rangel/Caminho Político

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos