SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19

SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19
Acompanhe os números de evolução da doença pelo painel do Ministério da Saúde

A STELMAT visa o fortalecimento dos negócios em governança de TI

A STELMAT visa o fortalecimento dos negócios em governança de TI
Av. Isaac Póvoas, 927, Bairro Goiabeiras

Tribunal de Contas de Mato Grosso - Presidente Dr. Guilherme Maluf

Tribunal de Contas de Mato Grosso - Presidente Dr. Guilherme Maluf
Rua Cons. Benjamin Duarte Monteiro, Nº 01, - Ed. Marechal Rondon - Centro Político Administrativo - Cuiabá-MT

Loja Oficial - Casa Prado

Loja Oficial - Casa Prado
Camisetas, Polos, Calças, Bermudas, Sapatos e Acessórios de Qualidade na Casa Prado!

sábado, 11 de janeiro de 2020

"China tem 1ª morte por misteriosa pneumonia viral"

Coronavírus podem causar infecções que vão desde resfriados comuns até Sars e MersSurto de origem desconhecida gera temores de que novo coronavírus possa ser da família dos causadores das infecções de Sars e Mers. Governo se preocupa com feriado do Ano Novo chinês, quando milhões viajam pelo país.Um homem de 61 anos se tornou a primeira vítima fatal de um surto misterioso de pneumonia viral na China, informaram neste sábado (11/01) autoridades de saúde da cidade de Wuhan. Outras sete pessoas estão em estado crítico em razão da infecção pelo vírus, que ainda não foi identificado. No total, 41 pessoas em Wuhan foram infectadas com o que parece ser um novo tipo de coronavírus, segundo testes preliminares cujos resultados foram divulgados pela Comissão Municipal de Saúde de Wuhan. Segundo o órgão, o patógeno causa "um tipo desconhecido de pneumonia viral".
Os sintomas comuns são corrimentos nasais, dores de cabeça, tosses e febre, além de dificuldades respiratórias, tremores e dores corporais associadas a infecções por outros tipos perigosos de coronavírus.
O homem de 61 anos foi à primeira vítima do surto que começou em dezembro. Ele comprava alimentos regularmente em um mercado de frutos do mar, local de onde vieram à maioria dos pacientes – comerciantes e consumidores – infectados pela doença. Ele também sofria de tumores abdominais e doença crônica do fígado.
O paciente foi hospitalizado com dificuldades de respiração e pneumonia grave. O tratamento que recebeu não resultou na melhora dos sintomas e ele morreu após uma parada cardíaca, no dia 9 de janeiro. A Comissão afirma que nenhum novo caso da doença foi detectado desde o dia 3 de janeiro e que nenhum membro das equipes médicas foi infectado. Ainda não há provas concretas da transmissão do vírus entre humanos.
Nesta semana, a Organização Mundial de Saúde (OMS) alertou que um novo membro da família de vírus que causaram os surtos da Síndrome Respiratória Aguda Grave (Sars na sigla em inglês) e da Síndrome Respiratória do Oriente Médio (Mers) poderia ser a causa das infecções na China.
Os coronavírus são uma família de vírus que podem causar infecções que vão desde doenças simples, como resfriados comuns, até Sars e Mers. Das 41 pessoas que estavam em observação em Wuhan, duas receberam alta do hospital e as demais permanecem em condições estáveis. Outras 739 pessoas que tiveram contatos próximos com os infectados também foram liberadas.
O surto da pneumonia viral ocorre antes do feriado do Ano Novo chinês, de 25 de janeiro a 18 de fevereiro, onde um grande número dos 1,4 bilhão de chineses viaja para suas cidades de origem ou para o exterior. O governo chinês estima que 440 milhões de pessoas deverão utilizar o transporte ferroviário e 79 milhões se deslocarão em aviões comerciais.
O Ministério chinês dos Transportes afirmou que planeja ações de segurança para desinfetar trens, aviões e ônibus para prevenir uma possível disseminação da doença. Ações de desinfecção também ocorrerão em estações de passageiros, aeroportos e centrais de distribuição de cargas. Medidas de prevenção também serão adotadas em Hong Kong, Taiwan e na Coreia do Sul.
As autoridades de saúde de Wuhan pediram que a população tome as devidas precauções e disseram que continuarão com os testes para identificar a doença. A Comissão Nacional de Saúde da China informou que iria compartilhar as informações sobre a sequência do genoma do coronavírus com a OMS, para que resguardar a saúde global. Não se sabe ainda o que causou o surgimento da doença.
Em 2003, autoridades chinesas acobertaram um surto de Sars durante semanas até que um aumento no número de mortes levasse o governo a revelar a epidemia. A doença se espalhou rapidamente para outras cidades e países. Mais de 8 mil pessoas foram infectadas e 775 morreram.
RC/rtr/dpa/cp

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos