Prefeitura Municipal de Primavera do Leste / MT

Prefeitura Municipal de Primavera do Leste / MT
Esse ano a campanha visa arrecadar brinquedos e alimentos para doar aos carentes

Águas Cuiabá

Águas Cuiabá
Av. Gonçalo Antunes de Barros, 3196 - Carumbé Av. Gonçalo Antunes de Barros, 3196 - Carumbé 78050-667 - Cuiabá / MT 0800 646 6115

CÂMARA MUNICIPAL DE CUIABÁ

CÂMARA MUNICIPAL  DE CUIABÁ
Praça Moreira Cabral - Centro - s/n - Cuiabá-MT - Fone: (65) 3617-1500

Prefeitura de Tangará da Serra

Prefeitura de Tangará da Serra
Endereço: Avenida Brasil, 2351 - N, Jardim Europa 65 3311-4800

sexta-feira, 10 de janeiro de 2020

"REPERCUSSÃO NACIONAL:Etanol vendido em Mato Grosso é o 2º mais barato do país"

Site UOL repercutiu estudo de empresa especializada que mostrou onde vale a pena abastecer.O site nacional UOL Carros divulgou, nesta sexta-feira (10.01), um estudo mostrando que Mato Grosso é o 2º estado com o menor preço médio de venda do etanol do Brasil. O estudo foi promovido pela Ticket Log, empresa que possui especialidade em administração de frotas e soluções de mobilidade, com base nos preços praticados entre 30 de dezembro de 2019 a 3 de janeiro deste ano. De acordo com o levantamento, Mato Grosso só fica atrás de São Paulo no ranking dos estados onde é mais vantajoso ao cidadão abastecer com etanol em relação à gasolina. Apenas nove estados foram considerados vantajosos.
Em Mato Grosso, o preço médio do litro do etanol é de R$ 3,072 e o custo médio por km rodado é de R$ 0,361.
Um dos fatores preponderantes no valor de venda do etanol é a carga tributária do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) cobrado por cada Estado.
Esse quesito explica o porquê de Mato Grosso estar em posição de competitividade, uma vez que possui a segunda menor alíquota do país, com 12,5%, atrás apenas de São Paulo, que pratica o percentual de 12%.
Na maioria dos Estados, a alíquota aplicada ao combustível está em torno de 20%. Em alguns Estados o percentual é mais elevado, como no Rio Grande do Sul, que atinge 30%.
Já nos Estados vizinhos, o valor cobrado é superior ao dobro do aplicado em território mato-grossense. Em Tocantins, a alíquota é 29%; Rondônia está fixado em 26%; e no Amazonas, Pará, Mato Grosso do Sul e Goiás é cobrado 25%.
Pela Legislação estadual vigente, o Governo pode cobrar uma alíquota de até 25% sobre o etanol. No entanto, um benefício é concedido ao segmento, o que reduz a base de cálculo do imposto, chegando na carga tributária efetiva de 12,5%.
Lucas Rodrigues/Caminho Político

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos