SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19

SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19
Acompanhe os números de evolução da doença pelo painel do Ministério da Saúde

A STELMAT visa o fortalecimento dos negócios em governança de TI

A STELMAT visa o fortalecimento dos negócios em governança de TI
Av. Isaac Póvoas, 927, Bairro Goiabeiras

Tribunal de Contas de Mato Grosso - Presidente Dr. Guilherme Maluf

Tribunal de Contas de Mato Grosso - Presidente Dr. Guilherme Maluf
Rua Cons. Benjamin Duarte Monteiro, Nº 01, - Ed. Marechal Rondon - Centro Político Administrativo - Cuiabá-MT

Loja Oficial - Casa Prado

Loja Oficial - Casa Prado
Camisetas, Polos, Calças, Bermudas, Sapatos e Acessórios de Qualidade na Casa Prado!

sábado, 15 de fevereiro de 2020

"OAB-MT fixa percentual mínimo de gênero na composição de seus eventos "

A representatividade de mulheres e homens está garantida nos eventos da Ordem dos Advogados do Brasil – Seccional Mato Grosso (OAB-MT). Órgão máximo da entidade, o conselho pleno aprovou, nesta sexta-feira (14), a Resolução 006/2020 que fixa no mínimo de 30% a composição de cada gênero nos eventos promovidos pela Ordem. A partir de agora, eventos que tenham mais de um palestrante, deverão contar, em sua programação, com palestrantes, debatedores, expositores homens e mulheres, sendo que o mínimo a ser observado na composição é a participação de, pelo menos, 30% de um dos gêneros. “Isso só vem reafirmar que a OAB-MT defende, busca e buscará sempre liberdade, igualdade e democracia, que são a base da nossa instituição”, ressaltou a vice-presidente da Ordem, Gisela Cardoso.
Em Mato Grosso, as mulheres advogadas representam mais de 48% da advocacia ativa. Na composição do conselho seccional e nas presidências das comissões, as advogadas respondem por mais de 30%.
“Oportunidade não é privilégio, não é preferência”, destacou Gisela Cardoso, que lembrou que a participação das mulheres, que historicamente foram minoria na composição de espaços, vem crescendo gradualmente não apenas em eventos, mas em todas as estruturas.
Para a presidente da Comissão de Direito da Mulher da OAB-MT, Clarissa Lopes Dias, trata-se de mais uma política afirmativa da Ordem que assegura não apenas a representatividade feminina, mas também a participação de homens em eventos maciçamente compostos por mulheres.
“Cresci ouvindo que as mulheres não precisam de ações como essas porque têm competência para ocuparem espaços, mas a OAB tem uma representatividade social muito grande e precisamos dar esse exemplo para a sociedade”, comentou a conselheira estadual Narana Souza Alves.
Presidente da OAB-MT, Leonardo Campos lembra que a seccional foi pioneira ao implantar o auxílio maternidade às advogadas e, agora, dá mais um importante passo para garantia da igualdade em todos os seus eventos, inclusive no Março Mulher.
Assessoria/Caminho Político

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos