Complexo Hospitalar de Cuiabá

Complexo Hospitalar de Cuiabá
CENTRAL DE ATENDIMENTO 55 65 3051-3000

Águas Cuiabá

Águas Cuiabá
Av. Gonçalo Antunes de Barros, 3196 - Carumbé Av. Gonçalo Antunes de Barros, 3196 - Carumbé 78050-667 - Cuiabá / MT 0800 646 6115

Prefeitura de Várzea Grande

Prefeitura de Várzea Grande
AV. CASTELO BRANCO, 2500 - CENTRO SUL, VÁRZEA GRANDE

Tribunal de Contas de Mato Grosso - Presidente Dr. Guilherme Maluf

Tribunal de Contas de Mato Grosso - Presidente Dr. Guilherme Maluf
Rua Cons. Benjamin Duarte Monteiro, Nº 01, - Ed. Marechal Rondon - Centro Político Administrativo - Cuiabá-MT

domingo, 29 de março de 2020

"PREVENÇÃO: Patologista Natasha Slhessarenko alerta para importância de vacinação contra a gripe"

Entenda sobre o novo coronavírus COVID-19 - YouTubeDe acordo com a médica, apesar de não ser eficaz para coronavírus, um paciente protegido contra o vírus da gripe impede a sobrecarga do sistema respiratório. Em um cenário de pandemia causada pelo novo coronavírus (Covid-19) e o início da campanha de vacinação contra a gripe no Brasil, surgem questionamentos se a imunização contra a H1N1 protege contra o novo vírus. A resposta é não, conforme reforça a pediatra e patologista Natasha Slhessarenko, responsável técnica pela Clínica Vida Diagnóstico e Saúde, com sede em Várzea Grande (região metropolitana de Cuiabá/MT). Porém, ela alerta que a vacina contra a gripe a gripe é extremamente importante, principalmente para os grupos de risco. “A vacina da gripe protege contra infecções causadas pelo vírus influenza, dentre eles o H1N1”.
Apesar da vacina não ter eficácia contra o coronavírus, porém acaba auxiliando os profissionais da saúde na exclusão do diagnóstico para a Covid-19, visto que os sintomas, comparados com as influenzas, são parecidos.
“Ao apresentar sintomas como febre e tosse, se você tomou a vacina contra o H1N1 as chances de ser o vírus desta gripe é muito menor”, reforça a médica, observando que um paciente protegido contra o vírus da gripe impede a sobrecarga do sistema respiratório. “Isso agravaria uma eventual infecção pelo novo coronavírus”.
A Influenza
A vacina é a forma mais eficaz de prevenção contra a gripe e suas complicações. É uma medida eficaz para evitar casos graves e óbitos por gripe, além de ser necessário vacinação anual, conforme informa o Ministério da Saúde.
A transmissão do vírus direta de pessoa a pessoa é a forma mais comum de infecção. Ocorre por gotículas expelidas ao falar, tossir ou espirrar.
O Ministério também orienta para medidas gerais de prevenção, que servem também para o novo coronavírus.
Lave as mãos com água e sabão ou use álcool em gel, principalmente antes de consumir algum alimento;
- Utilize lenço descartável para higiene nasal;
- Cubra o nariz e boca ao espirrar ou tossir;
- Evite tocar mucosas de olhos, nariz e boca;
- Não compartilhe objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;
- Mantenha os ambientes bem ventilados;
- Evite contato próximo a pessoas que apresentem sinais ou sintomas de gripe;
- Evite sair de casa em período de transmissão da doença;
- Evite aglomerações e ambientes fechados (procurar manter os ambientes ventilados);
- Adote hábitos saudáveis, como alimentação balanceada e ingestão de líquidos.
Sandra Carvalho/Caminho Político

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos