SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19

SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19
Acompanhe os números de evolução da doença pelo painel do Ministério da Saúde

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo

DE OLHO NOS RURALISTAS!

DE OLHO NOS RURALISTAS!
Observatório de agronegócio e políticas ruralistas no Brasil. As notícias com perspectiva social e ambiental.

TRANSPARÊNCIA CORONAVÍRUS

TRANSPARÊNCIA CORONAVÍRUS
Praça Alencastro, nº 158 - Centro

segunda-feira, 4 de maio de 2020

"Comitê pela Fraternidade Humana, uma oração pela humanidade no dia 14 de maio"

Uma mensagem em treze idiomas diferentes, do persa ao suaíli, para os "irmãos" que acreditam em Deus o Criador, para os "irmãos" na humanidade em todos os lugares. O Alto Comitê para a Fraternidade Humana apresenta essa proposta neste momento marcado pelo coronavírus, convidando a "um dia de oração, jejum e invocação para a humanidade". "Não vamos esquecer de nos dirigir a Deus, o Criador, nesta crise ", em um momento em que o mundo enfrenta o grave perigo do Covid-19 "que ameaça a vida de milhões de pessoas em todo o planeta", o Alto Comitê para a Fraternidade Humana relembra o papel fundamental dos médicos e da pesquisa científica, mas, acima de tudo, pede a todas as pessoas, em todas as partes do mundo, de acordo com sua religião, fé ou doutrina, que "se dirijam a Deus orando, implorando e jejuando e obras de misericórdia", "para que Ele elimine essa epidemia, nos salve dessa aflição, ajude os cientistas a encontrar um remédio que a derrote e para que Ele liberte o mundo das consequências sanitárias, econômicas e humanitárias da disseminação desse grave contágio".
Um dia de oração e jejum para superar a pandemia
O Alto Comitê propõe, portanto, definir o dia 14 de maio como "um dia de oração, jejum e invocação para a humanidade", solicitando os líderes religiosos e todas as pessoas do mundo, "a responder a este convite humanitário e dirigir-se com Deus com uma só voz, para que preserve a humanidade, a ajude a superar a pandemia, restitua-lhe a segurança, a estabilidade, a saúde e a prosperidade e torne o nosso mundo, eliminada esta pandemia, mais humano e mais fraterno".
O Comitê continua sua ação para promover a paz
O Alto Comitê para a Fraternidade Humana, presidido pelo cardeal Miguel Angel Ayuso Guixot, presidente do Pontifício Conselho para o Diálogo Inter-religioso, foi instituído em agosto passado, na Casa Santa Marta, poucos meses após o encontro histórico em Abu Dhabi, em 4 de fevereiro de 2019, entre o Papa Francisco e o grande imã de Al-Azhar, Ahmed al-Tayyeb e, portanto, da assinatura do "Documento sobre a fraternidade humana em prol da paz mundial e da convivência comum". O Alto Comitê é composto por líderes religiosos, estudiosos e expoentes da cultura de todo o mundo, pertencentes ao mundo cristão, muçulmano e judeu, que se inspiram no documento e se dedicam a promover seus ideais de paz e respeito mútuo.
A reportagem é de Francesca Sabatinelli, publicada por Vatican News e Caminho Político. A tradução é de Luisa Rabolini. Edição:Régis Oliveira.Foto: Vaticam Media.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos