Complexo Hospitalar de Cuiabá

Complexo Hospitalar de Cuiabá
CENTRAL DE ATENDIMENTO 55 65 3051-3000

SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19

SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19
Acompanhe os números de evolução da doença pelo painel do Ministério da Saúde

Prefeitura de Cáceres

Prefeitura de Cáceres
Av. Getúlio Vargas, 1895, Vila Mariana Cáceres - MT

Tribunal de Contas de Mato Grosso - Presidente Dr. Guilherme Maluf

Tribunal de Contas de Mato Grosso - Presidente Dr. Guilherme Maluf
Rua Cons. Benjamin Duarte Monteiro, Nº 01, - Ed. Marechal Rondon - Centro Político Administrativo - Cuiabá-MT

terça-feira, 12 de maio de 2020

"Tapurah: 3 casos positivos de COVID-19 confirmados pelo Laboratório Lacen-MT"

Tapurah teve oficialmente três casos de coronavírus, COVID-19, reconhecido pelo Governo Estado de Mato Grosso na manhã desta segunda-feira (11.05), após a liberação do resultado dos exames de contraprova que foi realizado no Laboratório Central (Lacem-MT). São 3 casos de pessoas residentes em Tapurah e estão com condições boas de saúde. Os pacientes são: um homem de 41 anos, uma mulher com 38 anos e uma criança com 3 anos de idade. Teve 01 caso descartado e mais casos suspeitos que foram feitos coleta e enviados para o Lacen em Cuiabá e aguarda resultado.
Atualmente, não existe vacina para prevenir a infecção pelo novo coronavírus. A melhor maneira de prevenir a infecção é evitar ser exposto ao vírus. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.
O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo coronavírus. Entre as medidas estão:
- Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;
- Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;
- Evitar contato próximo com pessoas doentes. Ficar em casa quando estiver doente;
- Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;
- Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.
Os casos só podem ser considerados positivos quando o laboratório do hospital (rede pública ou privada) é validado pelo Ministério da Saúde. Quando não há reconhecimento do credenciamento da unidade junto ao órgão de saúde, as amostras coletadas do suposto infectado devem ser encaminhadas para o Lacen-MT, que ficará responsável por repetir o exame. Somente após a realização de um novo exame é que o resultado será reconhecido oficialmente para ser contabilizado no quadro de monitoramento, seja negativo ou positivo.
Maurício Dalepiane/Caminho Político

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos