SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19

SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19
Acompanhe os números de evolução da doença pelo painel do Ministério da Saúde

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo

DE OLHO NOS RURALISTAS!

DE OLHO NOS RURALISTAS!
Observatório de agronegócio e políticas ruralistas no Brasil. As notícias com perspectiva social e ambiental.

TRANSPARÊNCIA CORONAVÍRUS

TRANSPARÊNCIA CORONAVÍRUS
Praça Alencastro, nº 158 - Centro

domingo, 21 de junho de 2020

"Manifestações contra e a favor de Bolsonaro em Brasília"

Partidários de Bolsonaro portam bandeiras do Brasil e fazem gesto obsceno em manifestaçãoManifestantes pró-presidente exigem intervenção no STF. Seus opositores traziam faixas contra o racismo, pela saída de Bolsonaro e em defesa do SUS. A Esplanada dos Ministérios foi palco de duas manifestações com causas opostas neste domingo (21/06): uma de apoio ao presidente Jair Bolsonaro e outra contra. A fim de garantir a segurança dos manifestantes, a Polícia Militar do Distrito Federal montou um cordão de isolamento para manter os grupos separados.
Os manifestantes pró-Bolsonaro se concentraram no Museu Nacional da República. O grupo contrário ao presidente se reuniu no Teatro Nacional. Os dois grupos realizaram uma caminhada até perto da Praça dos Três Poderes, que fica diante do Palácio do Planalto, do Supremo Tribunal Federal e do Congresso Nacional.
Homem com camiseta Malcolm X ergue punho direito em manifestação em BrasíliaOs manifestantes contrários ao presidente traziam faixas contra o racismo e a Polícia Federal, pela saída do presidente do poder e em defesa do Sistema Único de Saúde (SUS).Os favoráveis a Bolsonaro estavam vestidos, na maioria, com camisas da seleção brasileira de futebol e carregavam bandeiras do Brasil e cartazes com críticas ao Supremo Tribunal Federal (STF), pedindo que a corte seja composta por juízes "concursados e indicados pelo presidente".
Alguns não usavam máscaras contra o coronavírus, obrigatória em Brasília, outros as levavam à altura do queixo. Não houve multas pela falta do item de proteção. O ato terminou por volta de 13h40, sem incidentes.
Os protestos ocorrem num momento em que Bolsonaro enfrenta a pior crise desde o início de sua presidência, em janeiro de 2019, com investigações judiciais em torno dele e de sua família.
AV/abr,ots/cp

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos