SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19

SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19
Acompanhe os números de evolução da doença pelo painel do Ministério da Saúde

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo

DE OLHO NOS RURALISTAS!

DE OLHO NOS RURALISTAS!
Observatório de agronegócio e políticas ruralistas no Brasil. As notícias com perspectiva social e ambiental.

TRANSPARÊNCIA CORONAVÍRUS

TRANSPARÊNCIA CORONAVÍRUS
Praça Alencastro, nº 158 - Centro

quinta-feira, 25 de junho de 2020

"Misael pede para Procuradoria analisar decisão judicial"

O presidente da Câmara de Cuiabá, vereador Misael Galvão (PTB) solicitou que a Procuradoria do Legislativo analise a decisão proferida pelo juiz José Leite Lindote, a qual impôs quarentena social obrigatória na Capital. A intenção do petebista e verificar se há meios de o Legislativo Municipal contribuir com este debate.  Além disso, o parlamentar ainda solicitou uma audiência com prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), para avaliar juntos uma ação para evitar o fechamento do comércio. “Saúde e segurança caminham lado a lado. Nós queremos, claro, que essa pandemia passe o mais rápido possível, mas não queremos tapar o sol com peneira ou colocar vidas em risco, seja por causa da doença, ou por motivos econômicos.
Vamos prestar nosso papel legislativos de fiscalizar e colaborar com soluções rápidas e duradoras nesse momento em que, acima de tudo, a união será essencial”, garantiu.
O parlamentar é conta o lokdown. Para ele, essa medida trará prejuízos à população cuiabana. “Não podemos sacrificar nosso povo, deixando-os trancados em casa, sem produzir e garantir o sustento da sua família, enquanto outras cidades do interior, continuam abertas e encaminhando seus pacientes para capital”, pontuou.
Misael ainda defende a união dos poderes neste momento de pandemia “Eu proponho aqui a união de todos para encontrarmos a melhor saída para este momento. Empresário, trabalhador, clientes, fornecedores, gestores, servidores públicos, poder judiciário e Ministério público. Vamos todos dialogar e, principalmente, atuar ara que ninguém saia prejudicado por uma eventual medida imposta por ordem superiores”, finalizou.
Kamila Arruda/Caminho Político
Caminho Politico

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos