TODOS JUNTOS CONTRA A COVID-19

TODOS JUNTOS CONTRA A COVID-19
Acompanhe os números de evolução da doença pelo painel do Ministério da Saúde

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo

DE OLHO NOS RURALISTAS!

DE OLHO NOS RURALISTAS!
Observatório de agronegócio e políticas ruralistas no Brasil. As notícias com perspectiva social e ambiental.

TRANSPARÊNCIA CORONAVÍRUS

TRANSPARÊNCIA CORONAVÍRUS
Praça Alencastro, nº 158 - Centro

quarta-feira, 29 de julho de 2020

"Aumento da queda de cabelo e acne em meio a pandemia"

Existe uma grande conexão entre nossa a pele e os sistemas nervoso central, imunológico e endócrino. E o isolamento social em meio à pandemia pode causar queda de cabelo e agravar a acne. Se um dos sistemas for abalado, pode acarretar em alterações, e isso vem acontecendo ao longo desse isolamento social, pois nem todos têm o psicológico preparado para se isolar do mundo. Tenho recebido muitos pacientes com essas queixas em meu consultório. A pele é um órgão ligado ao sistema nervoso, então é muito comum em nossa área receber queixa de queda de cabelo, da piora da oleosidade, aumento da acne, aparecimento de vitiligo ou psoríase. Se o seu emocional não está bem, então o seu sistema de defesa e sua pele pedem se alterar.
A pele é o maior órgão do corpo humano, e ela sente o mundo externo, com isso, o estresse pode provocar diversos problemas, desde os mais leves como queda de cabelo ou aparecimento de espinhas, ou até mesmo agravar doenças de pele já existentes no paciente.
É importante manter um estilo de vida saudável, e cuidar da saúde psicológica para evitar que doenças de pele se agravem durante o período da pandemia, além disso, é importante cuidar da alimentação, porque, se não houver uma alimentação saudável, isso afetará diretamente no aumento da queda de cabelo e na piora da acne. Atividades físicas moderadas e algumas terapias também são recomendadas, como práticas de meditação, por exemplo, podem ajudar a prevenir o aparecimento destes problemas.
Contudo, se estressar neste período é normal e que alguns desses quadros, são questões temporárias.
A Covid-19 pode também causar lesões na pele. Pesquisas recentes comprovam a ligação entre a doença e o aparecimento de variadas lesões de pele, e estas podem se iniciar antes, durante ou depois do momento da infecção, muitas vezes em pacientes assintomáticos.
Entre as lesões, é importante destacar: placas vermelhas e arroxeadas nos dedos das mãos e dos pés, como se a pessoa tivesse uma inflamação ao redor das unhas ou fungo entre os dedos; urticária, que são placas vermelhas que coçam; descamação embaixo dos pés; e pele mais ressecada.
Dra. Aline Dalavia, é formada em medicina pela Universidade Estácio de Sá, no Rio de Janeiro, e farmacêutica pela Universidade de Cuiabá – UNIC, e também é mentora do curso “Hands On de Toxina Botulínica e de harmonização facial”. https://draalinedalavia.com.br/ @dra.alinedalavia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos