Complexo Hospitalar de Cuiabá

Complexo Hospitalar de Cuiabá
CENTRAL DE ATENDIMENTO 55 65 3051-3000

SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19

SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19
Acompanhe os números de evolução da doença pelo painel do Ministério da Saúde

Prefeitura de Cáceres

Prefeitura de Cáceres
Av. Getúlio Vargas, 1895, Vila Mariana Cáceres - MT

Tribunal de Contas de Mato Grosso - Presidente Dr. Guilherme Maluf

Tribunal de Contas de Mato Grosso - Presidente Dr. Guilherme Maluf
Rua Cons. Benjamin Duarte Monteiro, Nº 01, - Ed. Marechal Rondon - Centro Político Administrativo - Cuiabá-MT

sábado, 4 de julho de 2020

"COVID-19: Delegado Claudinei solicita atenção aos caminhoneiros na pandemia da Covid-19"

O parlamentar pediu à Secretaria Estadual de Saúde para que disponibilize kit de proteção e prevenção contra o novo coronavírus aos motoristas. Para garantir a saúde de profissionais do setor de transporte rodoviário de cargas, neste período de combate à Covid-19, o deputado estadual Delegado Claudinei (PSL) apresentou a indicação de nº 1204/2020 à Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso (Ses-MT) para que seja disponibilizado kits de proteção e prevenção aos caminhoneiros que trafegam em estradas mato-grossenses.
Essa categoria é considerada linha de frente no enfrentamento ao novo coronavírus, em que transportam diversificados produtos para atender a sociedade. 
O parlamentar sugere que sejam feitas ações de caráter informativo com os caminhoneiros em postos fiscais ou de cobrança de pedágio e, se possível, a criação de uma rede de apoio aos motoristas para mantê-los seguros do contágio. Além disso, ele propõe que os kits a serem distribuídos contenham álcool em gel e máscaras, como, também, espaços específicos para que os motoristas possam fazer a devida higienização, sempre que for necessário. 
“São muitos profissionais que estão nesta chamada - linha de frente - no combate a esse vírus, arriscando sua própria vida para atender a população, a exemplo dos profissionais da área da saúde e segurança pública. Mas, é dentro deste contexto que não podemos esquecer dos motoristas de caminhões que trafegam pelas estradas do nosso país. Sabemos que no âmbito do estado de Mato Grosso, o transporte de diversos produtos vitais à sobrevivência da população, são realizados, em sua maioria, pelas estradas e rodovias, através de caminhões”, comenta Claudinei.
Transporte Rodoviário
Para o morador de Rondonópolis (MT) e motorista de caminhão, Walter Lopes Gonçalves, que atua há quase 20 anos na área, explica que a pandemia da Covid-19 afetou bastante a categoria – sendo que o seu salário reduziu em 30%. “O fluxo abaixou, muitas fábricas reduziram a produção, acaba que ficamos sem cargas para transportar. O motorista parece que é o único do mundo que não tem direito de nada. Nem auxílio emergencial. O salário reduziu, mas a gente não parou. Mesmo tocando dia e noite”, indigna.
Ele ressalva que chegou a ficar 11 dias sem trabalhar, por não ter carga para fazer o devido transporte. “Não está compensado. Além da pandemia, o caminhoneiro ainda sofre com a redução dos fretes. Tudo bem que o óleo diesel teve uma pequena redução, mas não é nada lucrativo. Tem momentos que os caminhões ficam parados, pois temos que seguir para um destino que vamos poder descarregar e carregar novamente para fazer um novo trajeto. Infelizmente, o coronavírus prejudica os caminhoneiros”, explica Gonçalves. 
Proteção 
Além de atender as estradas de Mato Grosso, Walter conta que segue rotas em outros seis estados brasileiros, sendo que não teve a oportunidade de deparar com ações preventivas contra o coronavírus em postos de cidades mato-grossenses. “Viajando de ponta-a-ponta, não deparei com essa iniciativa aqui. Mas, eu vivenciei isso, no Rio de Janeiro. Eles me deram um vidro de álcool em gel de100 gramas, máscara e luvas. Parei no posto de fiscalização de pesagem lá e, ainda, participei de uma palestra com explicações dos cuidados com o vírus”, lembra Walter.
Pandemia - Na última atualização do Boletim Epidemiológico do Governo do Estado de Mato Grosso, no dia 3 de julho, já são 19.540 casos confirmados de Covid-19, com 741 óbitos.
Samantha dos Anjos/Caminho Político
Caminho Politico

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos