SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19

SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19
Acompanhe os números de evolução da doença pelo painel do Ministério da Saúde

A STELMAT visa o fortalecimento dos negócios em governança de TI

A STELMAT visa o fortalecimento dos negócios em governança de TI
Av. Isaac Póvoas, 927, Bairro Goiabeiras

DE OLHO NOS RURALISTAS!

DE OLHO NOS RURALISTAS!
Observatório de agronegócio e políticas ruralistas no Brasil. As notícias com perspectiva social e ambiental.

"Braço Forte do Campo da Cidade e da Forquilha do Manso! Vereador Tito da Forquilha 14.123"

"Braço Forte do Campo da Cidade e da Forquilha do Manso! Vereador Tito da Forquilha 14.123"
"Juntos Somos Mais Fortes

sexta-feira, 10 de julho de 2020

"CRIME: Prefeito de Seul é encontrado morto"

Park Won-soon Park Won-soon estava desaparecido e teria deixado mensagem à família que soou como "testamento". Político era considerado potencial candidato à presidência da Coreia do Sul e recentemente foi alvo de acusação de assédio.O prefeito de Seul, Park Won-soon, foi encontrado morto pela polícia na madrugada desta sexta-feira (10/07), no horário da Coreia de Sul, horas depois de ter sido declarado desaparecido por sua família, informou a agência de notícias sul-coreana Yonhap.
Segundo a agência, o corpo de Park, de 64 anos, foi achado no monte Bugak, no norte da capital sul-coreana, perto de onde o sinal de seu telefone foi detectado pela última vez antes de ser desligado. As buscas da polícia, que duraram cerca de sete horas e usaram drones e cães farejadores, se concentraram nesse local. A causa da morte não foi divulgada.
O prefeito foi visto pela última vez por volta das 10h40 de quinta-feira (22h40 de quarta-feira em Brasília), quando deixou a residência oficial. A prefeitura chegou a anunciar o cancelamento de um evento agendado para quinta-feira, no qual estava prevista a participação dele.
Segundo a Yonhap, a filha de Park denunciou o desaparecimento do pai por volta das 17h desta quinta-feira (horário local, 5h em Brasília), afirmando que seu telefone estava desligado e que ele tinha deixado uma mensagem que soou como um "testamento".
As razões para o desaparecimento não ficaram claras. A imprensa local especula que haja ligação com acusações de assédio sexual que pesam sobre Park. Uma ex-secretária do prefeito teria apresentado uma queixa contra ele recentemente e prestado depoimento à polícia na quarta-feira.
Park era uma figura importante no cenário político da Coreia do Sul e desempenhou um papel de destaque na resposta à pandemia de coronavírus em Seul.
Eleito pela primeira vez em 2011 como candidato independente, e reeleito mais duas vezes pelo Partido Liberal Democrático, do presidente Moon Jae-in, ele cumpria seu terceiro mandato consecutivo como prefeito da metrópole de 10 milhões de habitantes. Era ainda considerado um potencial candidato para a eleição presidencial sul-coreana de 2022.
Antes de assumir a prefeitura da capital, Park trabalhava como advogado de direitos humanos e, por anos, atuou ativamente em uma organização de direitos civis.
EK/dpa/rtr/ap/afp/cp
Caminho Politico

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos