SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19

SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19
Acompanhe os números de evolução da doença pelo painel do Ministério da Saúde

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo

DE OLHO NOS RURALISTAS!

DE OLHO NOS RURALISTAS!
Observatório de agronegócio e políticas ruralistas no Brasil. As notícias com perspectiva social e ambiental.

TRANSPARÊNCIA CORONAVÍRUS

TRANSPARÊNCIA CORONAVÍRUS
Praça Alencastro, nº 158 - Centro

sexta-feira, 24 de julho de 2020

"Moradores denunciam aumento nas faturas e Misael requer explicações da Águas Cuiabá"

O presidente da Câmara Municipal de Cuiabá, Misael Galvão, encaminhou requerimento nesta quinta-feira (23) cobrando explicações da Agência Municipal de Regulação dos Serviços Públicos (Arsec) sobre aumentos expressivos nas contas de água de moradores de diversos bairros de Cuiabá. De acordo com as denúncias, a empresa que presta serviços de água e esgoto na Capital, Águas Cuiabá, trocou os hidrômetros em diversas regiões da cidade à revelia dos moradores. E, a partir de então, os valores das contas de água passaram a subir gradativamente. Misael conta que moradores fizeram contato por telefone, por conta da pandemia, para relatar o fato. “Eles relatam que não houve alteração efetiva no consumo de água, não houve aquisição de novos equipamentos ou aumento de membros na família, mas bastou a Águas Cuiabá realizar a substituição dos hidrômetros para que o valor das faturas mais que dobrassem e, em alguns casos, chegassem a quintuplicar do valor anteriormente cobrado”, afirma o parlamentar.
Este é o caso do administrador Gileno César Fontes Junior, morador do bairro Parque Cuiabá. Acostumando a pagar as contas de água com uma média de R$ 90,00, Gileno foi surpreendido com uma conta de mais de R$ 300,00 no mês de maio.
“Sem nos informar o motivo, a Águas Cuiabá trocou o hidrômetro no mês de fevereiro deste ano e, desde então, os valores da fatura só sobem. Pelo meu histórico de consumo, esses valores estão em desconformidade, uma vez que em casa, neste período de pandemia, ficamos somente minha esposa e uma criança de 7 anos”, afirma o morador.
Gileno relata ainda que entrou em contato com a Águas Cuiabá para que fosse solucionado seu caso. “Eles fizeram uma vistoria no dia 02 de junho. Fizeram o teste no hidrômetro e supostamente não encontraram irregularidades. Falaram também que o aparelho está girando e que pode ser um vazamento interno. E só isso. Não solucionaram o problema”, completa.
REQUERIMENTO – Para Misael, é grave a situação, ainda mais durante a pandemia, onde muitos cuiabanos têm vivido uma crise não apenas de saúde, mas financeira. “Diante dessa situação estou pedindo que sejam encaminhadas cópias de todos os contratos vigentes e finalizados, sejam efetuadas aferições por órgão oficial e independente nos novos hidrômetros instalados nas residências, em especial no bairro Parque Cuiabá, e também o histórico do faturamento por região antes e após a substituição dos hidrômetros, além do relatório de reclamações de consumidores no ano de 2019 e 2020 em relação ao aumento no valor da fatura”, pontua Misael.
O vereador também pede relatório explicativo e detalhado sobre cada reclamação de consumidor recebida pela empresa Águas Cuiabá e as soluções adotadas, cópia do contrato com o município, eventuais aditivos contratuais, planilhas e históricos de pagamentos e recebimentos realizados pela concessão do serviço, marca modelo e tipo de hidrômetro instalado nas residências e apontamento de soluções para cada uma das situações relatadas.
Assessoria/Caminho Político
Caminho Politico

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos