SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19

SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19
Acompanhe os números de evolução da doença pelo painel do Ministério da Saúde

A STELMAT visa o fortalecimento dos negócios em governança de TI

A STELMAT visa o fortalecimento dos negócios em governança de TI
Av. Isaac Póvoas, 927, Bairro Goiabeiras

DE OLHO NOS RURALISTAS!

DE OLHO NOS RURALISTAS!
Observatório de agronegócio e políticas ruralistas no Brasil. As notícias com perspectiva social e ambiental.

"Braço Forte do Campo da Cidade e da Forquilha do Manso! Vereador Tito da Forquilha 14.123"

"Braço Forte do Campo da Cidade e da Forquilha do Manso! Vereador Tito da Forquilha 14.123"
"Juntos Somos Mais Fortes

quarta-feira, 8 de julho de 2020

"Perdemos o maior líder religioso de MT após Dom Aquino", diz deputado

O deputado estadual Wilson Santos (PSDB) lamentou a morte do pastor Sebastião Rodrigues de Souza, que veio a óbito na madrugada desta quarta-feira (8), vítima de coronavírus (Covid-19).  Também professor de História, o parlamentar reconhece a importância expressiva do pastor para a evangelização e expansão da fé em Mato Grosso. "Depois de Dom Aquino, perdemos o principal evangelizador de Mato Grosso. A partir da década de 90, todos os prefeitos de Cuiabá e governadores de Mato Grosso foram pedir benção ao pastor Sebastião para as suas candidaturas e mandatos políticos.
Inclusive o ex-presidente da República, Fernando Henrique Cardoso, compareceu no Grande Templo em Cuiabá em 1994 para receber a benção do pastor Sebastião", explica.
Após chegar em Mato Grosso em 1974, o pastor Sebastião Rodrigues de Souza assumiu os trabalhos da Igreja Assembleia de Deus e passou a expandir a atuação no território mato-grossense, vindo a ser responsável pela construção do Grande Templo, sede da Igreja evangélica em Mato Grosso. O templo religioso é considerado um dos maiores da América Latina.
Em 1974, Cuiabá e Várzea Grande tinham, juntas, apenas sete igrejas. Em 38 anos de trabalho do pastor Sebastião, já são 286 Igrejas Assembleias de Deus entre as duas cidades, somando mais de 50 mil membros. De apenas sete igrejas, em 1974, hoje já somam 2 mil em todo o Estado, com mais de 150 mil fiéis.
"Perdemos um exemplo de ser humano que pautou sua vida na fé e pela expansão de amor ao próximo. O pastor Sebastião tinha postura de líder. Vestia se como um líder, falava firme, forte e comportava-se como um líder. Tinha consciência exata do papel que cumpria: organizar ao máximo sua igreja para cumprir a missão de levar o evangelho a todos os cantos de Mato Grosso e ao mundo”, conclui o deputado Wilson Santos.
RAFAEL COSTA/Caminho Político
Caminho Politico

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos