SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19

SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19
Acompanhe os números de evolução da doença pelo painel do Ministério da Saúde

A STELMAT visa o fortalecimento dos negócios em governança de TI

A STELMAT visa o fortalecimento dos negócios em governança de TI
Av. Isaac Póvoas, 927, Bairro Goiabeiras

DE OLHO NOS RURALISTAS!

DE OLHO NOS RURALISTAS!
Observatório de agronegócio e políticas ruralistas no Brasil. As notícias com perspectiva social e ambiental.

TRANSPARÊNCIA CORONAVÍRUS

TRANSPARÊNCIA CORONAVÍRUS
Praça Alencastro, nº 158 - Centro

segunda-feira, 3 de agosto de 2020

"CORONAVÍRUS: Braga Netto é o 7º ministro de Bolsonaro com covid-19'

General Braga Netto, ministro da Casa Civil, está com o coronavírusCasa Civil informou que titular da pasta "passa bem e está assintomático" após ser infectado pelo coronavírus. Ele segue em isolamento, cumprindo agenda de forma remota. Com 63 anos, general está no grupo de risco. O ministro da Casa Civil, Walter Braga Netto, se tornou o sétimo membro do gabinete do presidente Jair Bolsonaro a contrair o novo coronavírus, segundo informações divulgadas nesta segunda-feira (03/08) pela assessoria da pasta.
Em nota, a Casa Civil afirmou que Braga Netto "passa bem e está assintomático" e que ficará em isolamento, cumprindo sua agenda de forma remota, até passar por um novo teste e avaliação médica. Com 63 anos de idade, o ministro está no grupo de risco para covid-19.
Além de Braga Netto, seis dos 23 ministros do governo federal já foram infectados pela doença. São eles, Augusto Heleno (Segurança Institucional), Onyx Lorenzoni (Cidadania), Marcos Pontes (Ciência, Tecnologia e Inovações), Milton Ribeiro (Educação), Bento Albuquerque (Minas e Energia) e Wagner Rosário (Controladoria-Geral da União).
Na última quinta-feira Braga Netto participou de uma cerimônia no Ministério da Defesa onde tam,bém estavam presentes outros ministro, como Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo), Fernando Azevedo (Defesa), Jorge Oliveira (Secretaria-Geral), e o advogado-geral da União, José Levi.
O presidente Bolsonaro também já esteve infectado e ficou em isolamento no Palácio do Alvorada por 20 dias. Ele diz ter se recuperado da doença e retomou as atividades no gabinete da presidência no dia 27 de julho.
Durante o período em que estava infectado, Bolsonaro cumpriu um isolamento frouxo, chegando a confraternizar com apoiadores em frente ao Palácio da Alvorada e a passear nos jardins do palácio enquanto funcionários trabalhavam.
Na semana passada, foi a vez de a primeira-dama, Michele Bolsonaro, confirmar ter contraído o coronavírus e está em confinamento.
No dia 24 de julho, a Secretaria-Geral do Planalto informou que 31 servidores da presidência foram diagnosticados com covid-19. Mas de 50% dos 3,4 mil servidores da pasta trabalham em escala de revezamento de forma remota.
Em março, após uma visita aos Estados Unidos, 18 membros da comitiva do presidente testaram positivo para a doença. Fabio Wajngarten, atual secretário-executivo do Ministério das Comunicações, foi o primeiro membro do governo a testar positivo, ainda em março, quando ocupava a chefia da Secretaria Especial de Comunicação Social (Secom) do Governo Federal.
RC/ots/cp
Caminho Politico

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos