SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19

SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19
Acompanhe os números de evolução da doença pelo painel do Ministério da Saúde

A STELMAT visa o fortalecimento dos negócios em governança de TI

A STELMAT visa o fortalecimento dos negócios em governança de TI
Av. Isaac Póvoas, 927, Bairro Goiabeiras

DE OLHO NOS RURALISTAS!

DE OLHO NOS RURALISTAS!
Observatório de agronegócio e políticas ruralistas no Brasil. As notícias com perspectiva social e ambiental.

TRANSPARÊNCIA CORONAVÍRUS

TRANSPARÊNCIA CORONAVÍRUS
Praça Alencastro, nº 158 - Centro

segunda-feira, 24 de agosto de 2020

"Criança não é um mini adulto- Alerta Fisioterapeuta Pélvica Infantil"

As disfunções miccionais (intestinal e urinária) são muito prevalentes nas crianças. Os casos chegam em torno de 15-20% da população infanto-juvenil. Apesar dos dados, é frequente passar despercebido por familiares e profissionais da área de saúde. Por isso, é importante abordar esse tema, uma vez que a criança possui ritmo diferente do adulto, o mundo deles é o inverso do mundo que estamos acostumados. Eles estão aprendendo, e tudo que é “besteira” para nós, para eles pode ser um grande desafio.
E quando falamos do tratamento da Fisioterapia Pélvica Infantil não é diferente.
A infância é uma fase de experimentações, as crianças estão conhecendo o mundo, enxergando-se nele e criando suas próprias personalidades. É fato, que nós profissionais da área da saúde, não podemos tratá-los como um “mini adulto”, afinal, eles possuem emoções, tempo, raciocínio e sentimentos bem diferentes de um adulto.
Em muitos casos, as crianças apresentam quadros de infecções urinárias recorrentes, urgência urinária, aumento da frequência urinária, mesmo após o desfralde, ou fazem xixi na cama. Isso ocorre devido má coordenação do músculo da bexiga e o esfíncter uretral (músculo que auxilia a prender o xixi). Não tratar a causa, ou o tratamento inadequado, pode levar ao comprometimento estrutural da bexiga, nefropatias (doenças no rim), e disfunções coloproctológicas.
A fisioterapia tem o objetivo de ajudar nessa coordenação muscular, bem como na atividade do músculo da bexiga por meio de exercícios específicos. É preciso avaliar a forma de abordagem do paciente infantil, que é sem dúvidas diferente do adulto. No atendimento da criança leva-se em conta a didática lúdica, interação, leveza, e principalmente a confiança para obter bons resultados no tratamento.
É importante que os pais observem seus filhos, preste atenção na forma como os tratam em relação as disfunções miccionais, que possam ocorrer no dia a dia e caso necessário procure um profissional especializado na saúde da criança. Dessa forma, é possível ter um diagnóstico precoce e um tratamento saudável e eficaz para a criança.
Conheça os benefícios do tratamento da Fisioterapia Pélvica Infantil:
Prevenção do sistema urinário superior;
Infecção urinária de repetição;
Incontinência urinária;
Urgência urinária;
Enurese (xixi na cama);
Incontinência fecal;
Escape fecal;
Constipação;
Anomalias anorretais;
Desfralde.
Karla Mercedes – Fisioterapeuta especialista em fisioterapia pélvica infantil.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos