SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19

SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19
Acompanhe os números de evolução da doença pelo painel do Ministério da Saúde

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo

DE OLHO NOS RURALISTAS!

DE OLHO NOS RURALISTAS!
Observatório de agronegócio e políticas ruralistas no Brasil. As notícias com perspectiva social e ambiental.

TRANSPARÊNCIA CORONAVÍRUS

TRANSPARÊNCIA CORONAVÍRUS
Praça Alencastro, nº 158 - Centro

sexta-feira, 28 de agosto de 2020

"Pandemia reafirma necessidade de investimento em políticas esportivas '

Uma das lições da pandemia do novo coronavírus é a importância da prevenção às doenças crônicas, como diabetes, problemas cardiovasculares e pulmonares. Isso porque, dados do Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC), agência do governo dos Estados Unidos, mostram que as pessoas que possuem comorbidades têm 12 vezes mais chances de morrer e seis vezes mais chances de serem hospitalizados por conta da Covid-19. Neste sentido, destaca o ex-secretário municipal de Esportes de Cuiabá e ex-dirigente da Federação Mato-grossense de Basketball, Luluca Ribeiro, a prática esportiva tem uma significativa importância em minimizar o número de pessoas com estas doenças. “O esporte como hábito consegue reduzir o número de pessoas com estas doenças que, combinadas, por exemplo, com a Covid-19, levaram milhares de pessoas à morte. O esporte só traz benefícios”.
Ribeiro salienta que o estudo demonstrou que as três doenças mais comuns eram, em ordem, as cardiovasculares, o diabetes e as pulmonares. “Grande parte destes casos poderia ter sido evitada com a adoção da atividade física. Ela fortalece o músculo cardíaco, controla a pressão arterial, peso corporal, além de aumentar a capacidade cardiorrespiratória. Prevenir é muito importante e a pandemia nos ensinou de forma muito dura que ela é fundamental para salvar vidas”.
O ex-secretário lembra que dados internacionais estimam que a cada real investido no esporte, R$ 3 são economizados na saúde pública. “No entanto, infelizmente, ao longo dos anos o investimento na área esportiva por parte do Poder Público vem caindo consideravelmente. E isso significa que não há uma preocupação nem com a saúde da população e nem com o controle com as despesas médicas, que crescem ano após ano”.
Saúde mental - Além das doenças cardiovasculares e pulmonares, a pandemia gerou uma explosão de casos de doenças mentais, muitas delas agravadas pela quarentena. Um estudo da Universidade do Estado do Rio de Janeiro mostrou o crescimento do número de casos de depressão em quase 50% e de ansiedade em 80%. Estas doenças, além de afetarem significativamente a qualidade de vida, leva muitas pessoas ao suicídio.
“Estimativas da Organização Mundial de Saúde (OMS) apontam que nove de cada 10 suicídios podem ser revertidos. E esta é outra questão em que o esporte pode ajudar muito. Diversas pesquisas ao redor do globo já indicaram o que popularmente sabemos: a liberação dos chamados ‘hormônios do bem’, como endorfina e adrenalina, promovem revoluções mentais positivas. Ou seja, este é um jogo que podemos virar”.
Para o ex-secretário, uma política agressiva de investimento no esporte pode trazer diversos benefícios para a população, tirando muitas pessoas dos grupos de risco para diversas doenças, aumentando ainda a qualidade de vida e a auto estima. “Precisamos imediatamente mudar a realidade atual. Esporte não é gasto, é investimento que, combinado com outras áreas da administração pública, traz resultados rápidos e duradouros”.
Assessoria/Caminho Político
Caminho Politico

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos