TODOS JUNTOS CONTRA A COVID-19

TODOS JUNTOS CONTRA A COVID-19
Acompanhe os números de evolução da doença pelo painel do Ministério da Saúde

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo

MPF em Cuiabá

MPF em Cuiabá
Av. Miguel Sutil, nº 1.120, Esquina Rua J. Márcio (R. Nestelaus Devuisky) Bairro Jardim Primavera

DE OLHO NOS RURALISTAS!

DE OLHO NOS RURALISTAS!
Observatório de agronegócio e políticas ruralistas no Brasil. As notícias com perspectiva social e ambiental.

quinta-feira, 20 de agosto de 2020

"Presidência é mais um reality show para Trump, diz Obama"

Barack Obama discursou na Filadélfia, cidade onde a Constituição americana foi redigida e assinada. Na convenção democrata, ex-presidente diz que seu sucessor é ameaça à democracia e inapto a exercer o cargo. Kamala Harris aceita indicação para concorrer à vice-presidência ao lado de Joe Biden. O ex-presidente dos Estados Unidos Barack Obama teceu fortes críticas ao seu sucessor, Donald Trump, a quem acusou de incompetente e de colocar a democracia americana sob ameaça. As declarações foram dadas nesta quarta-feira (19/08), no terceiro dia da convenção democrata que selou a candidatura da Kamala Harris como vice de Joe Biden na corrida à Casa Branca. Em uma das intervenções mais incisivas na convenção do Partido Democrata, realizada pela primeira vez de forma virtual em razão da pandemia de covid-19, Obama alertou que a democracia está em risco se Trump vencer novamente as eleições. Ele disse que o atual mandatário é inapto para exercer o cargo e o acusou de ignorar os valores fundamentais do país.
"Esse governo demonstra que pode rasgar a democracia se isso for necessário para vencer as eleições", disso o ex-presidente na terceira noite da convenção democrata. Ele falava da Filadélfia, cidade onde a Constituição americana foi redigida e assinada.
Em seu discurso, o democrata disse que esperava que Trump amadurecesse na presidência, mas que chegou á conclusão de que ele simplesmente não conseguiria fazê-lo.
O democrata ainda acusou Trump de se utilizar da presidência para beneficiar amigos e familiares e de transformar o cargo mais alto do país em "mais um 'reality show' que [Trump] pode utilizar para obter a atenção que deseja".
Ele pediu aos eleitores que acreditem na capacidade de Joe Biden, seu vice-presidente e atual candidato democrata à presidência, para "tirar o país dos tempos sombrios" após o primeiro mandato de Trump na Casa Branca. "Ele [Biden] me fez um presidente melhor. Ele tem o caráter e a experiência para tornar o país melhor".
Kamala Harris aceita indicação do Partido Democrata para concorrer à vice-presidênciaA candidatura de Biden para concorrer contra Trump na votação do dia 3 de novembro foi confirmada oficialmente nesta terça-feira.Obama se manteve discreto durante a maior parte da presidência de Trump, evitando comentar publicamente as políticas de seu sucessor. No entanto, ele vem aumentando o tom de suas críticas nos últimos meses, até chegar ao ponto de dizer que o atual presidente representa uma ameaça à democracia.
O ex-presidente, contudo, sabe que uma das razões pela qual Trump está hoje na Casa Branca foi o comparecimento significativamente baixo às urnas em 2016, motivo pelo qual exortou a participação dos jovens no pleito de novembro. "Peço que acreditem em suas próprias capacidades, que aceitem suas responsabilidades como cidadãos para assegurar a longevidade dos pilares de nossa democracia."
Trump minimizou as críticas de Obama: "Se o governo anterior tivesse feito um bom trabalho, eu não estaria aqui e, provavelmente, nem teria me candidatado".
Além de Obama, a terceira noite da convenção democrata também teve a participação da ex-secretária de Estado Hillary Clinton, derrotada por Trump nas eleições de 2016, e da presidente da Câmara dos Representantes, Nancy Pelosi.
A noite, porém, foi marcada pela confirmação de Kamala Harris como candidata a vice-presidente. A primeira mulher negra a concorrer ao segundo cargo mais alto do país por um partido majoritário fez um discurso histórico, no qual lembrou seus pais, ambos imigrantes de ascendência jamaicana e indiana.
Ela prometeu que trabalhará com Biden para rejuvenescer o país, que sofre os efeitos da pandemia de covid-19 e do agravamento das tensões raciais nos últimos meses.
Ao invés de receber a tradicional ovação dos participantes da convenção, Harris, após aceitar a indicação, recebeu os aplausos vindos de vários monitores de televisão atrás do palco onde estava.
A senadora discursou na cidade de Wilmington, no Delaware, onde vive Joe Biden. O candidato também apareceu para felicitá-la ao vivo, mas se manteve distante, observando as recomendações de saúde.
RC/ap/lusa/afp/cp
Caminho Politico

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos