SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19

SENADO FEDERAL CONTRA A COVID-19
Acompanhe os números de evolução da doença pelo painel do Ministério da Saúde

A STELMAT visa o fortalecimento dos negócios em governança de TI

A STELMAT visa o fortalecimento dos negócios em governança de TI
Av. Isaac Póvoas, 927, Bairro Goiabeiras

DE OLHO NOS RURALISTAS!

DE OLHO NOS RURALISTAS!
Observatório de agronegócio e políticas ruralistas no Brasil. As notícias com perspectiva social e ambiental.

"Braço Forte do Campo da Cidade e da Forquilha do Manso! Vereador Tito da Forquilha 14.123"

"Braço Forte do Campo da Cidade e da Forquilha do Manso! Vereador Tito da Forquilha 14.123"
"Juntos Somos Mais Fortes

quarta-feira, 23 de setembro de 2020

"MEIO AMBIENTE: Especialistas prevêem poucas chuvas e incêndios devem continuar no Pantanal"

Em alerta ao plenário , senador Wellington Fagundes pede ações redobradas do Governo Federal na região fortemente impactada pelo fogo.
Os focos de incêndios no Pantanal de Mato Grosso devem persistir nas próximas três semanas. Motivo: a baixa densidade de chuvas. O alerta foi feito pelo senador Wellington Fagundes (PL-MT), presidente da Comissão Externa do Pantanal, durante sessão plenária nesta terça-feira, 22, após participar de reunião da Sala de Crise Hídrica da Bacia do Rio Paraguai, promovida pela Agência Nacional de Águas (ANA).
Durante mais de três horas, técnicos e especialistas mostraram dados que podem ser classificados como pessimistas sobre a possibilidade de chuvas mais intensas no bioma pantanal pelo menos até a semana entre 6 e 12 de outubro. Nos próximos 14 dias, a previsão indica que as chuvas que cairão na região deverão girar em torno de 8 milímetros. Ainda assim, segundo eles, chuvas mal distribuídas.
“Aquilo que era esperança, que as nuvens voadoras chegariam ao Pantanal hoje ou amanhã, infelizmente, não acontecerá. Não há nenhum sinal de precipitação significativa” – relatou o senador, com base nos dados que foram apresentados.
O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) detectou 15.756 focos de incêndio de janeiro até setembro, o maior índice desde que os números começaram a ser compilados. Já Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama), ao menos 2,9 milhões de hectares do Pantanal foram destruídos pelas queimadas, mais do que o dobro da área devastada pelos incêndios florestais na Califórnia (EUA).
Ao apresentar sua preocupação, Fagundes lamentou que o Brasil seja “um país da tradição da falta de planejamento”. Lembrou que a seca atual no Pantanal aconteceu semelhante há 47 anos. “O problema do Pantanal também está principalmente na sua cabeceira: o lixo e o esgoto que lá chegam são impactantes” – salientou.
No sábado, a Comissão Externa do Pantanal esteve visitando in loco o Pantanal mato-grossense, “avaliando a destruição causada pelos incêndios, que já consumiram 3 milhões de hectares de vegetação e resultaram em milhares de vidas animais perdidas. “Ficou muito claro que faltou planejamento e que as decisões foram tardias. O que vimos lá – relatou – é uma situação extrema, um prejuízo incalculável para esse bioma, que é um Patrimônio da Humanidade”.
Depois de reconhecer que os incêndios florestais estão sem controle, Fagundes lembrou que só agora o Governo do Estado de Mato Grosso chamou a Força Nacional para atuar na região e apenas na semana passada é que foi decretado estado de calamidade. “Portanto, as decisões estão sendo muito lentas. E o Brasil, lamentavelmente, seguiu a triste tradição de ser falho quando o assunto é planejamento. É uma dura verdade que precisamos mudar” - acrescentou.
O presidente da Comissão Externa do Pantanal assinalou que há várias vertentes para explicar esse fenômeno da seca e, consequentemente, dos incêndios florestais. Para ele, no entanto, essas razões devem ser debatidas longe de amarras ideológicas. “Não há dúvida de que essa situação passa também pelos desmatamentos e ocupações irregulares na Amazônia brasileira, que alteram, sim, o ciclo das chuvas” – frisou.
Assessoria/Caminho Político
Caminho Politico #caminhopolitico

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos