Instec Instituto de Tecnologia Educação e Comunicação

Instec Instituto de Tecnologia Educação e Comunicação
Av. Rui Barbosa, S/N- Jardim Universitrio, Cuiabá - Mato Grosso. As informações de contato se encontram no (65) 99293-3962

Vereador Didimo Rodrigues Vovó

Vereador Didimo Rodrigues Vovó
Trabalhar por uma Cuiabá melhor

DE OLHO NOS RURALISTAS!

DE OLHO NOS RURALISTAS!
Observatório de agronegócio e políticas ruralistas no Brasil. As notícias com perspectiva social e ambiental.

Senado Federal

Senado Federal
Para saber mais sobre essa unificação, clique aqui.

quarta-feira, 21 de outubro de 2020

"Notícia sobre animal com Covid é alarmante e pode gerar uma nova crise de saúde pública"

Em plenário do Senado, Wellington Fagundes pediu que imprensa ajude a esclarecer o fato à população para que não haja pânico.
Médico veterinário e membro da Academia Brasileira de Medicina Veterinária, o senador Wellington Fagundes (PL-MT) alertou nesta terça-feira, 20, no plenário do Senado Federal, para os efeitos da notícia do primeiro caso de animal doméstico, que contraiu o vírus da Covid-19. O caso envolve uma gata e foi registrado em Cuiabá (MT). Ele pediu que a população não entre em pânico porque não há nenhum caso de registro de animal transmitindo a Covid para o ser humano.
Wellington Fagundes ressaltou que a ciência e a pesquisa no mundo inteiro garantem não haver risco de animais transmitirem o vírus para as pessoas mesmo na convivência próxima no ambiente doméstico. Esse fato é confirmado pelo próprio Conselho Federal de Medicina Veterinária. “Já há esse registro e um segundo registro também, mas, ao contrário, do humano levando o vírus para os animais” – observou.
O senador pediu aos veículos de comunicação para que ajudem a esclarecer notícia publicada pelo jornal O Globo e repercutida por outros meios de imprensa. Disse temer, principalmente, que a população se apavore e abandone os animais doméstico. Além de ser crime – ele enfatizou – a demasiada ocorrência de animais sem cuidados nas ruas pode provocar “um problema ainda mais sério de saúde pública”.
No caso de Cuiabá, segundo a veterinária Valéria Dutra, professora da Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade Federal de Mato Grosso, a gata foi infectada porque teve contato com os donos durante o período de isolamento deles. O animal pertence a um casal com um filho pequeno. Todos foram infectados em uma festa de família, em setembro. Os pais adoeceram, mas a criança ficou assintomática, assim como o animal.
O animal testou positivo pelo exame molecular de PCR, feito pela própria UFMT, mas apresentava sintomas do coronavírus. Os donos da gata que teve a confirmação da doença também estavam com coronavírus e tinham alta carga viral.
“Todos os cientistas do mundo garantem que não há nenhuma hipótese, até agora, comprovada nem possibilidade de contaminação dos animais domésticos para o ser humano em relação à Covid. Fica esse registro” – disse o senador.
ONÇA NO PANTANAL
Wellington Fagundes também celebrou esta semana a notícia da recuperação e volta ao Pantanal da onça pintada que havia sofrido queimaduras em função dos incêndios florestais que abateram o bioma com muita intensidade. Na época, o animal, além de ferido, estava desidratado. Ele parabenizou o trabalho dos médicos veterinários e ressaltou que o retorno da onça ao seu habitat é representativo e uma vitória de todos os envolvidos na luta contra o fogo.
‘Ousado’, nome dado ao animal, foi solto no Parque Estadual Encontro das Águas, no Pantanal, mesmo local onde havia sido encontrado. Ele foi transportado de carro, de Goiás até Mato Grosso, e será monitorado nos primeiros dias de retorno a natureza.
Assessoria/Caminho Político

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos