TODOS JUNTOS CONTRA A COVID-19

TODOS JUNTOS CONTRA A COVID-19
Acompanhe os números de evolução da doença pelo painel do Ministério da Saúde

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo

MPF em Cuiabá

MPF em Cuiabá
Av. Miguel Sutil, nº 1.120, Esquina Rua J. Márcio (R. Nestelaus Devuisky) Bairro Jardim Primavera

DE OLHO NOS RURALISTAS!

DE OLHO NOS RURALISTAS!
Observatório de agronegócio e políticas ruralistas no Brasil. As notícias com perspectiva social e ambiental.

quinta-feira, 22 de outubro de 2020

"Senado aprova indicado de Bolsonaro para o STF"

Após sabatina, senadores dão aval para Kassio Nunes Marques, de 48 anos, substituir Celso de Mello no Supremo Tribunal Federal. Católico é o primeiro a ser escolhido pelo atual presidente para a Corte. Após passar por uma sabatina, o plenário do Senado aprovou nesta quarta-feira (21/10) a indicação do juiz federal Kassio Nunes Marques para a vaga no Supremo Tribunal Federal (STF) aberta com a aposentadoria do ministro Celso de Mello. Essa foi a primeira indicação do presidente Jair Bolsonaro à Corte.
Kassio Marques, de 48 anos, foi aprovado por 57 votos a favor, dez contra e uma abstenção. Ele passou por uma sabatina de mais de nove horas na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado, antes da votação ir a plenário.
Católico, natural de Teresina, Kassio Marques é desembargador no Tribunal Federal da 1a Região (TRF-1), tendo sido indicado a esse cargo pela então presidente Dilma Rousseff em 2011. O juiz é formado em Direito pela Universidade Federal do Piauí (UFPI) e possui mestrado em Direito Constitucional pela Universidade Autônoma de Lisboa, além de doutorado pela Universidade de Salamanca.
A indicação de Kassio Marques foi articulada por líderes do centrão, sendo diretamente influenciada pelos senadores Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) e Ciro Nogueira (PP-PI). O fato do juiz ser considerado de linha garantista teria sido fundamental para o presidente.
Pelas atuais regras, Kassio poderá permanecer no STF até completar 75 anos – idade da aposentadoria compulsória.
Durante a sabatina, ele defendeu a democracia e disse que pretende se pautar pela Constituição. Ao ser questionado sobre a Operação Lava Jato, ele afirmou que ela é legítima, mas correções e ajustes devem ser feitos caso haja descumprimento da lei.
"Pessoalmente, não tenho nada contra nenhuma operação de que eu tenha notícia no Brasil, principalmente quando é conformada com esses elementos, participação do MP, Poder Judiciário e das polícias judiciais", disse.
Kassio Marques também se posicionou como "defensor do direito à vida", e quando questionado sobre direitos LGBTIs e aborto afirmou que os temas já foram julgados e estão "em plena eficácia na sociedade brasileira". Sobre a questão de demarcação de terras indígenas, disse apenas que a divisão de competências no assunto é bem estabelecida.
CN/ots/cp
@caminhopolitico #caminhopolitico

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos