DIRETO DA VENEZUELA

DIRETO DA VENEZUELA
Tweets por ‎@infoenlaceweb INSTAGRAM @INFOENLACEWEB

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Endereço: Av. André Maggi, 6 - Centro Político Administrativo

DE OLHO NOS RURALISTAS!

DE OLHO NOS RURALISTAS!
Observatório de agronegócio e políticas ruralistas no Brasil. As notícias com perspectiva social e ambiental.

sábado, 19 de dezembro de 2020

POLITEC: Falta médico legista na Politec de Alta Floresta

Classe política do município e servidores da instituição estão preocupados com a situação para atender a população da região.
Representantes da Câmara Municipal de Alta Floresta (MT) convidaram o deputado estadual e presidente da Comissão de Segurança Pública e Comunitária da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), Delegado Claudinei (PSL), para participar de reunião remota para discutir a situação crítica que a Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) do município enfrenta para atender os setes municípios da região norte de Mato Grosso.
“Essa situação da Politec está bem caótica de Alta Floresta, neste mês de dezembro, um dos médicos acabou pegando férias e estamos há 16 dias, sem médico legista. Estamos com problemas de efetivo com falta de técnico de necropsia, papiloscopista, estrutura, os problemas o deputado Claudinei conheceu in loco”, comenta o vereador eleito, Luciano Silva (PODE).
Realidade
Claudinei esteve com o deputado estadual e membro titular da Comissão de Segurança, Ulysses Moraes (PSL), em Alta Floresta, no dia 15 de outubro, e depararam com as condições deficitárias de estrutura física, recursos humanos e de gestão Politec de Alta Floresta que é um dos polos regionais da Região Integrada de Segurança Pública (Risp) de Mato Grosso.
“Realmente, a gente esteve neste município. Me comprometi a visitar os 13 polos regionais do interior, sendo que a Politec é a que mais sofre com falta de efetivo e a estrutura dos prédios é um caso de calamidade pública. É uma situação humilhante para a população deste município, sentindo o odor por quem passa próximo desta unidade”, revolta Claudinei.
Segundo o perito oficial criminal, Elton Carlos Darienso, a situação está desgastante e que os servidores estão apenas cobrando o que é essencial para a população. “O Estado está totalmente omisso com as nossas dificuldades ao longo destes cinco anos. Estamos com duas situações graves que são estrutura e efetivo. Já fomos vítimas de furto, em março e novembro deste ano”, explica.
Com a falta de médicos na unidade, os corpos estão sendo deslocados para Sinop ou Guarantã do Norte. “É uma questão muito preocupante. As pessoas não entendem que somos vítimas da falta de estrutura e de efetivo. A gente está trabalhando firme e de forma séria, emocionalmente ficamos destruídos. Não conseguimos dar um atendimento de qualidade para a população. A gente acaba lamentando e passando as nossas frustações de ter uma ajuda para dias melhores”, conclui Elton.
Alternativa
Durante a reunião, o servidor de carreira e vereador Claudinei de Souza Jesus (MDB), comentou que chegou a conversar com o prefeito municipal, Asiel Bezerra (MDB), para conceder um médico para atender a Politec neste período que falta este profissional na unidade. “A gente já conversou com o prefeito e com o pessoal da Politec, acreditamos que conseguimos ceder um médico. Atualmente, é um afastado por dois anos e o outro de férias. A gente precisa assinar um Termo de Cooperação Técnica entre o município e o Estado”, explica o parlamentar municipal.
Ele salienta que essa proposta já foi feita pela gestão municipal e deu certo, sendo preciso que o médico esteja credenciado e o governo estadual seja responsável pelas despesas do profissional. “Essa seria a solução emergencial até a gente conseguir um concurso. O que não pode acontecer é todo o corpo que chega em Alta Floresta, tem que colocar o conservante, a família tem que gastar R$ 3 a R$ 4 mil reais, sem poder, o serviço público não paga este serviço. Com o final de ano, as incidências devem aumentar por aqui. Estamos dispostos a ceder um médico, mas precisa correr com este termo”, diz.
“Acredito que vocês deram um importante passo, vamos movimentar essa situação. Quando o documento do Termo estiver pronto, vamos já correr e articular essa forma paliativa para resolver a situação de Alta Floresta e região. É muito importante ter vereadores preocupados com a segurança pública e a população que necessita de atendimento. Já ajuda bastante essa união de forças”, posiciona o presidente da Comissão de Segurança Pública.
Também, participaram da reunião, o papiloscopista Valdecir Lage. No final da discussão, ficou acertado entre o deputado Claudinei e participantes uma agenda no início de janeiro, em Cuiabá, para levar a demanda pessoalmente para o governo estadual, em relação ao Termo de Cooperação Técnica e reforçar a situação crítica da instituição de Alta Floresta.
Instituição – A Politec de Alta Floresta pertence a Coordenadoria de Sinop (MT), sendo que atende os municípios de Apiacás, Carlinda, Nova Bandeirantes, Nova Canaã do Norte, Nova Monte Verde e Paranaíta. Atualmente, a unidade conta com 11 servidores, sendo dois médicos legistas, um técnico em necropsia, um papiloscopista e cinco peritos criminais.
Legenda: Comissão de Segurança da AL visitaram a Politec de Alta Floresta
Assessoria/Caminho político
@CaminhoPolitico

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos