TODOS JUNTOS CONTRA A COVID-19

TODOS JUNTOS CONTRA A COVID-19
Acompanhe os números de evolução da doença pelo painel do Ministério da Saúde

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo

DE OLHO NOS RURALISTAS!

DE OLHO NOS RURALISTAS!
Observatório de agronegócio e políticas ruralistas no Brasil. As notícias com perspectiva social e ambiental.

TRANSPARÊNCIA CORONAVÍRUS

TRANSPARÊNCIA CORONAVÍRUS
Praça Alencastro, nº 158 - Centro

sábado, 30 de janeiro de 2021

Comunidade: Energisa intensifica participação em projetos sociais em Mato Grosso

Em MT, concessionária destina em torno de R$ 1,360 milhão a projetos que valorizam o esporte e a cultura e beneficiam crianças, adolescentes e idosos. Inclusão Literária, do Clóvis, Vôlei Kids, do IDC, Shotokan e Instituto Vicente Lenílson estão entre os projetos selecionados. Em um país marcado pelas desigualdades, os efeitos de uma pandemia são impiedosos. Nesse contexto, a solidariedade vem ganhando ainda mais relevância na vida dos brasileiros, seja com a iniciativa de anônimos ou com o apoio de empresas.
Para dar apoio em um momento tão delicado, a Energisa decidiu intensificar as ações solidárias em Mato Grosso. Ao longo de 2021, a empresa apoiará os municípios de Várzea Grande, Cuiabá, Alta Floresta, Rondonópolis, Mirassol D'Oeste e Sinop.
Os recursos destinados aos projetos chegarão a R$ 1,360 milhão, aproximadamente. A soma se refere a propostas aprovadas em dezembro de 2020 e que serão executadas durante este ano. O valor é superior ao destinado pela Energisa em 2019 com aplicação em 2020 – cerca de R$ 1 milhão.
Parte do valor vem de recursos próprios. Outra fatia é proveniente da renúncia fiscal – por exemplo, de uma fatia do Imposto de Renda (IR), do Fundo Municipal da Infância e Adolescência (FIA) e o Fundo Municipal do Idoso.
“Cada um dos programas que apoiamos é uma forma de nos aproximarmos ainda mais dos nossos clientes. Mostramos que queremos ir além do papel de distribuidora de energia ao apoiar atividades que vão ajudar na formação das crianças e no seu futuro como cidadãs”, afirma Ana Carolina Ribas de Oliveira Azeredo, gerente de Gestão e Projetos da Energisa.
Do total de R$ 1,216 milhão dos recursos incentivados, R$ 808 mil provém da Lei Rouanet. Outros R$ 204 mil estão ligados ao Fundo da Infância e Adolescência e foram doados aos fundos dos municípios de Cuiabá, Várzea Grande, Rondonópolis e Alta Floresta. Por enquanto, apenas Várzea Grande e Cuiabá definiram os projetos que receberão o apoio. São eles Crescer e Integrar, Cemprhe Som, Instituto Desportivo da Criança (IDC) e Shotokan.
Outros R$ 204 mil foram liberados para o Fundo do Idoso das cidades de Cuiabá, Rondonópolis, Mirassol D’Oeste, Sinop e Várzea Grande, que destinarão os recursos para projetos aprovados.
Já o total de recursos para patrocínios diretos que a Energisa destinará ao longo de 2021 é R$ 144 mil. O projeto Inclusão Literária, administrado por Clovis de Matos, o Papai Noel Pantaneiro, terá no ano R$ 48 mil. Sua atuação é nas periferias de Mato Grosso, onde atua na doação de livros e criação de bibliotecas.
Também foram contemplados o Instituto Vicente Lenílson (R$ 60 mil) e o IDC (R$ 36 mil). Segundo a gerente de Gestão e Projetos, a Energisa procurou dar prioridade ao FIA que apoie projetos já estabelecidos, como no caso do Vôlei Kids, do IDC, desenvolvido com crianças no bairro Sucuri, na capital mato-grossense.
Por meio das doações de recursos, explica Ana Carolina, a Energisa encontrou uma forma de estar mais próxima da sociedade e de colaborar de uma forma concreta com as suas demandas. “É um caminho para chegarmos à casa do cliente indo além do serviço de fornecimento de energia. Para a empresa, é a certeza de estar contribuindo no desenvolvimento da sociedade, seja por meio da cultura ou do esporte.”
Os projetos apoiados na área de esportes também refletem a proposta da Energisa de incentivar o desenvolvimento social. Em 2020, o Espaço Olímpico Vicente Lenílson, do Instituto Vicente Lenílson, driblou as dificuldades surgidas durante a pandemia, como a suspensão de algumas competições, sem descuidar dos treinamentos dos alunos. A entidade apoiou os atletas e suas famílias com a doação de cestas básicas. Já a Shotokan, que atua na prática esportiva, recorreu às aulas remotas para manter o vínculo com os alunos mesmo durante a crise na saúde. Neste ano, o projeto garantiu novamente os recursos disponibilizados pela Energisa.
“Trabalhos como esse estão alinhados ao propósito da Energisa, pois buscam tirar crianças da área de risco por meio de atividades esportivas, culturais e ambientais”, completa Ana Carolina.
Assessoria/Caminho Político
@CaminhoPolitico

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos