DIRETO DA VENEZUELA

DIRETO DA VENEZUELA
Tweets por ‎@infoenlaceweb INSTAGRAM @INFOENLACEWEB

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Av. André Maggi nº 6, Centro Político Administrativo

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso

Assembleia Legislativa do Estado de Mato Grosso
Endereço: Av. André Maggi, 6 - Centro Político Administrativo

DE OLHO NOS RURALISTAS!

DE OLHO NOS RURALISTAS!
Observatório de agronegócio e políticas ruralistas no Brasil. As notícias com perspectiva social e ambiental.

segunda-feira, 25 de janeiro de 2021

DESTAQUE: Presidente do Crea-MT destaca papel relevante do inspetor para o combate do exercício ilegal da profissão em defesa da sociedade

Durante a posse dos novos inspetores chefes, e adjuntos das 24 sedes do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Mato Grosso (Crea-MT) no Estado, sexta-feira, 22 de janeiro em Cuiabá, o presidente do Crea-MT, Eng. Civil, Juares Silveira Samaniego explanou sobre os relevantes trabalhos desempenhados por esses profissionais de diversas modalidades da Engenharia que fazem parte da condução do Crea-MT, na gestão 2021/2023.
“ Por eles representarem o Crea-MT na Engenharia, Agronomia e Geociências, que são modalidades que agregam o nosso conselho, deverão ter uma participação mais efetiva relacionada ao Regional de Mato Grosso. Todos os municípios que tenham conselhos de Desenvolvimentos Estratégicos e de Plantas de Valores Genéricos, por exemplo, o Crea Mato Grosso tem que reivindicar cadeiras. Esses conselhos trabalham de forma honorifica, e se o nosso Conselho estiver representação, teremos informação privilegiada, e participaremos de decisões do município.
Os inspetores, independente se são chefes ou adjuntos terão a representatividade no mesmo grau, em relação as modalidades do Sistema. E podem solicitar a participação desses conselhos em nome do Crea-MT”, enfatizou Juares.

Durante seu discurso, o presidente do Crea-MT destacou que os inspetores chefes e adjuntos assumiram o compromisso de exercerem o papel de representante do presidente no determinado município, ou seja, de apoiar os trabalhos nas ações de fiscalização, e outras demandas no combate ao exercício ilegal da profissão, das Engenharias, Agronomia e Geociências em defesa da sociedade.
“Fui eleito para representar e defender os 25 mil profissionais de diversas modalidades registrados no Sistema do Crea Mato Grosso. Convido todos esses profissionais empossados a conhecerem os trabalhos do plenário, à exemplo das ações desenvolvidas durante reuniões de Câmaras Especializadas.

Não é somente o presidente do Crea-MT que é cobrado, mas também os 42 conselheiros titulares e suplentes, que vem de várias entidades de classe e instituições de ensino que fazem parte do Regional Mato-Grossense”, disse o presidente do Crea-MT.
Compondo a mesa, o diretor –geral da Caixa de Assistência dos Profissionais do Crea (Mútua-MT), Eng. civil Adjane Prado, desejou boas vidas aos novos inspetores do Crea-MT, e revigoramento da Mútua -MT.
“ A passagem do presidente Juares Samaniego pela Mútua nacional fortaleceu ainda mais a Caixa de Assistência dos Profissionais do Crea Regional. Eu e a diretora –financeira, Suzan Lannes estamos à disposição de todos os profissionais presentes. Vale ressaltar que agora em 2021, teremos diversos novos benefícios que serão oferecidos aos associados.
O superintendente Operacional do Crea-MT, Giovani Bertol apresentou os setores de estrutura e responsabilidade das áreas do Regional de Mato Grosso. Os gerentes de Controle Operacional, Renilda Acantara, de Fiscalização, Jakson Paulo da Conceição, de Logística do Crea-MT, Adriana Imbriani, do Jurídico, Roberto Carloni e a coordenadora de Fiscalização, Ivanil Martins, destacaram os trabalhos realizados em seus setores.
O inspetor adjunto do município de Primavera do Leste, Eng. agrônomo, Clóves do Lago Albuquerque explicou que é importante a representatividade desses profissionais nas sedes do Crea-MT . Eles viabilizarão ferramentas para solucionar problemas de forma rápida. “ O Crea-MT inicia uma nova fase, uma etapa progressista, inovadora e terá futuramente grandes frutos, que serão colhidos pela sociedade, principalmente por ter um gestor dinâmico e prático, como Juares Samaniego.
inspetor chefe de Nova Mutum, Eng. agrônomo Naildo da SilvaJá o inspetor chefe de Nova Mutum, Eng. agrônomo Naildo da Silva explicou da responsabilidade do inspetor, que vai além do que é o Conselho. “Nesse mundo de fake News, nós e a fiscalização temos que ficar de olho em fatos mostrados que ocorrem dentro da nossa profissão. É fundamental acompanharmos todos esses processos. Precisamos começar a fazer trabalhos nos municípios com relação a ações do Crea-MT. Sobre o que é uma Anotação de Responsabilidade Técnica (ART), por exemplo, e para que serve esse documento. Por isso as fiscalizações são fundamentais, o que impede o exercício ilegal da profissão, principalmente na agricultura, já que existem muitos casos de produtos desse seguimento contrabandeados”, destacou o inspetor chefe de Nova Mutum, Eng. agrônomo Naildo da Silva.
“Representamos a Inspetoria de Sinop, considerada a capital do Nortão, município forte no agronegócio e indústria, e também no setor de construção civil que está a todo vapor. Nosso propósito é mostrar o fortalecimento que o Crea-MT tem no Mato Grosso. Um dos motivos em aceitar essa missão, foi o suporte na fiscalização “agrícola” e combater o exercício de leigos”, disse o inspetor chefe de Sinop, Eng. agrônomo Amadeu Rampazzo Junior.
O procurador do Crea-MT, advogado Helmult Flavio Daltro, conduziu a palestra responsabilidade do inspetor. Durante sua apresentação ele abordou sobre a lei 5. 194, mostrando que existe basicamente quatro cargos instituídos no Crea-MT, que é o de presidente, conselheiro e inspetor, funções de natureza honorifica, na qual exerce um trabalho de forma não remunerada. Já os agentes de fiscalização são colaboradores do órgão.
“O que é a inspetoria: é a “ longa manus do Crea”, em latim significa extensão institucional e administrativa do Crea Mato Grosso. Um conselho é composto de profissionais indicados por associações, sindicatos e por entidades de classe. Diferente do Crea que é chamado de Conselho de fiscalização, um órgão do estado com algumas diferenças de outros órgãos estatais, que possui por delegação, a atividade legal de fiscalização do exercício profissional, que é a salva guarda da sociedade civil. Em sua apresentação, Helmult também simplificou que o Sistema Confea/Crea contempla mais de 300 modalidades profissionais, além de debater outros temas sobre a fiscalização e a responsabilidade do profissional do Sistema.
Asssessoria/Caminho Político
Fotos: Igor Bastos
@CaminhoPolitico

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos