PREFEITURA DE VÁRZEA GRANDE

PREFEITURA DE VÁRZEA GRANDE
Prefeitura publica novo decreto e mantém fiscalização rígida contra pandemia Várzea Grande vacina Guarda Municipal e forças de segurança e vai abrir cadastro para idosos acima de 60 anos Várzea Grande e Assembleia Legislativa vão abrir novos pontos de vacinação Várzea Grande abre inscrição para 60 anos depois de vacinar 6,5 mil pessoas nos últimos dias

HOSPITAL H•BENTO

HOSPITAL H•BENTO
Av. Dom Aquino, 355 • Centro, 78015-200 • Cuiabá - MT

DE OLHO NOS RURALISTAS!

DE OLHO NOS RURALISTAS!
Observatório de agronegócio e políticas ruralistas no Brasil. As notícias com perspectiva social e ambiental.

CRECI-MT

domingo, 14 de março de 2021

CORONAVÍRUS: União Europeia a caminho do "passaporte verde" de covid

Comissário Thierry Breton anuncia apresentação de certificado para facilitar viagens no bloco europeu. Em forma digital ou impressa, "passaporte" indicará se indivíduo foi vacinado contra covid-19 ou teve teste negativo. As autoridades da União Europeia apresentarão na quarta-feira (17/03) o "passaporte verde" para a covid-19, um certificado de saúde visando facilitar as viagens dentro do bloco europeu antes das férias de verão, anunciou o comissário europeu para o Mercado Interno, Thierry Breton.
"Estamos trabalhando para que seja feito antes de junho", disse neste domingo no programa Le Grand Rendez-vous, das emissoras Europa 1 e CNEWS, em parceria com o jornal financeiro Les Echos, acrescentando ser essencial fazer todo o possível para "preservar a temporada turística".
Do "passaporte verde", constará se o indivíduo "foi vacinado contra a covid-19, se já recuperou [de uma infecção], ou se teve resultado negativo no teste", adiantou Thierry Breton, citado pela agência France Press.
Considerações de privacidade
Segundo o comissário europeu, o certificado será em formato eletrónico ou impresso, a fim de respeitar os cidadãos que não queiram armazenar as informações concernentes em seus smartphones – o que "é um direito deles", defendeu.
A iniciativa já fora apresentada no início de março pela presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, a qual garantiu que o certificado "respeitará a proteção de dados, segurança e privacidade".
A ideia de criar um certificado digital para permitir a retomada do setor das viagens e do turismo começou a ser abordada no início do ano. A China foi a primeira nação a lançar um "passaporte de vírus", em 9 de março, em caráter facultativo. Os Estados Unidos também estudam um esquema semelhante de comprovação de imunidade ao novo coronavírus.
av (AFP,Lusa)cp
@CaminhoPolitico

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos