Instec Instituto de Tecnologia Educação e Comunicação

Instec Instituto de Tecnologia Educação e Comunicação
Av. Rui Barbosa, S/N- Jardim Universitrio, Cuiabá - Mato Grosso. As informações de contato se encontram no (65) 99293-3962

Vereador Didimo Rodrigues Vovó

Vereador Didimo Rodrigues Vovó
Trabalhar por uma Cuiabá melhor

DE OLHO NOS RURALISTAS!

DE OLHO NOS RURALISTAS!
Observatório de agronegócio e políticas ruralistas no Brasil. As notícias com perspectiva social e ambiental.

Senado Federal

Senado Federal
Para saber mais sobre essa unificação, clique aqui.

quinta-feira, 15 de abril de 2021

CASA CAINDO: Chefe da PF troca superintendente que pediu investigação contra Salles

Alexandre Saraiva, que comanda a Polícia Federal no Amazonas, enviou uma notícia-crime ao STF acusando o ministro do Meio Ambiente de tentar obstruir investigação contra extração ilegal de madeira na Amazônia. O diretor-geral da Polícia Federal (PF), Paulo Maiurino, decidiu trocar o chefe da corporação no Amazonas, em meio a um atrito entre este e o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, informou a imprensa brasileira nesta quinta-feira (15/04).
A decisão de substituir Alexandre Saraiva teria sido tomada na quarta-feira, mesmo dia em que o superintendente amazonense enviou ao Supremo Tribunal Federal (STF) um pedido de investigação contra Salles, num caso envolvendo a maior apreensão de madeira do país.
A notícia-crime afirma que o ministro e o senador Telmário Mota teriam atuado para obstruir a chamada Operação Handroanthus GLO, deflagrada pela PF e o Ministério Público Federal (MPF). A investigação mirou a extração ilegal de madeira na Amazônia e resultou numa apreensão histórica no final do ano passado.
O pedido de investigação enviado ao STF acusa Salles de atuar em favor dos investigados na operação, e solicita que sejam apurados os crimes de obstrução de investigação ambiental e advocacia administrativa.
Saraiva foi informado que deixaria o comando do Amazonas na tarde de quarta-feira, antes de enviar a notícia-crime ao Supremo, informaram os jornais O Globo e Folha de S. Paulo, citando fontes internas na Polícia Federal.
Segundo a imprensa brasileira, ele será substituído pelo delegado Leandro Almada, que já foi número 2 de Saraiva na superintendência do Amazonas e comandou o grupo de investigações ambientais sensíveis no órgão.
Saraiva, por sua vez, está há mais de dez anos ocupando postos de superintendente na PF, tendo passado por Roraima e Maranhão antes de comandar o Amazonas. Ele estava há quatro anos à frente da corporação neste estado.
Novo diretor, outras trocas
Essa não é a primeira troca no comando das unidades regionais a ser feita por Paulo Maiurino, anunciado como novo diretor-geral da PF há menos de dez dias. Desde que assumiu a corporação, ele já alterou a chefia das superintendências de São Paulo, Santa Catarina e Bahia.
Em São Paulo, Maiurino causou estranhamento ao fugir do padrão que vinha sendo seguido nos últimos anos para a escolha do novo chefe regional. Diferente de seus antecessores, o novo superintendente paulista, Rodrigo Bartolamei, nunca havia ocupado cargos relevantes de chefia na Polícia Federal antes de assumir o comando da maior superintendência do país.
ek (ots)cp
@caminhopolitico @cpweb

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ame,cuide e respeite os idosos